.

.

domingo, 30 de dezembro de 2012

A TERRA ESTÁ CHEIA DE SUAS GLÓRIAS!
Se você quiser entender a Mãe, então precisa conhecer o Filho!
Deus Pai deu seu Filho único ao mundo apenas por meio de
Maria.O Filho de Deus se fez homem para a nossa salvação, mas apenas em Maria e por Maria.
Deus Espírito Santo formou Jesus Cristo em Maria, mas só depois de ter solicitado o seu consentimento através de um dos principais ministros da corte.
Deus o Filho entrou em seu seio virginal como um novo Adão em seu paraíso terrestre, para tomar o seu prazer lá e produzir maravilhas escondidas da graça.
Deus feito homem encontrou a liberdade em aprisionar-se em seu ventre. Ele mostrou o poder em permitindo-se ser suportados por esta jovem donzela. Ele encontrou a sua glória e a de seu Pai nos escondendo seus esplendores de todas as criaturas aqui abaixo e revelando-os somente a Maria.
Foi por meio da Santíssima Virgem Maria que Jesus veio ao mundo, e é também por ela que deve reinar no mundo.
Ela é o santuário e local de repouso da Santíssima Trindade, onde Deus habita em esplendor maior e mais divino do que em qualquer outro lugar do universo, de acordo com Santo Agostinho, até São Miguel, embora príncipe de toda a corte celestial, é o mais ansioso de todos os anjos para honrá-la e levar outros a honra dela. Ele aguarda o privilégio de ir em sua palavra para a ajuda de algum de seus servos.
O mundo inteiro está cheio de sua glória, e isso é especialmente verdade dos povos cristãos, que escolheram ela como guardiã e protetora de reinos, províncias, dioceses e cidades. Muitas catedrais são consagrados a Deus em seu nome. Não há igreja sem um altar dedicado a ela, nenhum país ou região, sem pelo menos uma de suas imagens milagrosas, onde todos os tipos de aflições são curados e todos os tipos de benefícios recebidos. 
Deus Pai reuniu todas as águas e chamou de mar. Ele reuniu todos as suas graças e chamou Maria.
Deus Filho, conferiu à sua mãe tudo o que ele ganhou por sua vida e morte, ou seja, os seus méritos infinitos e suas virtudes eminentes. Ela é o seu canal de mística, seu aqueduto, por meio do qual ele faz suas misericórdias a fluir suavemente e abundantemente.
 Deus o Espírito Santo confiou seus dons maravilhosos a Maria, sua fiel esposa, e escolheu-a como o dispensador de tudo o que ele possui, para que ela distribui todos os seus dons e graças a quem ela vontades, tanto quanto ela quer, como ela vontades e quando ela quer. Nenhum dom celestial é dado aos homens que não passam por suas mãos virginais. 
Assim como na geração natural e corporal há um pai e uma mãe, então na geração sobrenatural e espiritual há um pai que é Deus e uma mãe que é Maria. 
Moisés, pelo poder da sua oração restringiu a ira de Deus contra os israelitas de forma tão eficaz que o Senhor infinitamente grande e misericordioso não foi capaz de resistir a ele, punindo por meio dele os rebeldes. 
Quanto maior, então, será a oração da humilde Virgem Maria, Mãe digna de Deus, que é mais poderosa junto ao Rei do céu do que as orações e intercessão de todos os anjos e santos do céu e da terra.
 Maria tem autoridade sobre os anjos e bem-aventurados no céu. Como recompensa por sua grande humildade, Deus lhe deu o poder e a missão de atribuir aos santos os tronos deixados vagos pelos anjos apóstata que caiu por orgulho.
Quando o Espírito Santo, seu Esposo, encontra Maria em uma alma, ele se apressa a fazer desta alma sua morada! "A devoção a Maria é um meio de salvação que Deus dá aos homens que Ele quer salvar" (São João Damasceno).
Eu não acredito que qualquer pessoa pode adquirir íntima união com o Senhor e de fidelidade perfeita para o Espírito Santo, sem uma união muito estreita com a Santíssima Virgem Maria e uma dependência absoluta em seu apoio.
A salvação do mundo começou por Maria e por ela deve ser cumprida, para Satanás, sabendo que ele tem pouco tempo - ainda menos agora do que nunca - para destruir almas, intensifica seus esforços e sua assaltos todos os dias. Ele não hesitará em provocar perseguições selvagens e definir armadilhas traiçoeiras para os fiéis servos de Maria. 
O que Lúcifer perdeu por orgulho Maria ganhou por humildade. O que Eva arruinado e perdido por desobediência Maria salva por obediência. Obedecendo à serpente, Eva arruinou seus filhos, assim como ela e os entregou a ele. Maria, por sua perfeita fidelidade a Deus salva os seus filhos com ela mesma e os consagrou a sua majestade divina.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

NOS BRAÇOS DA VIRGEM MARIA
Os braços de uma mãe são feitos de ternura e os filhos dormem profundamente neles.
Devemos permanecer nos braços da Mãe de Deus, é desta forma que devemos caminhar: com Jesus no coração e nos braços de Nossa Senhora!
Porque o Pai do Céu quer que seja assim, pois quando chegou a plenitude dos tempos, Deus enviou Seu Filho por meio de uma mulher, uma mulher especial, que foi escolhida entre todas as mulheres. Escolhida porque tudo em Maria estava puro, para que O Puro pudesse encontrar um lugar para nascer. 
O que Maria fez senão cuidar de Seu Filho? E o que uma mãe faz a não ser cuidar de seu filho?
Mesmo com todas as dificuldades o Menino Jesus nasceu, e ela cuidou e protegeu o Filho de Deus. A proteção materna que cuida, que não quer perder seu Filho, pois Ele é o Salvador, e o Salvador precisou dos cuidados de uma mulher, pois o Pai do Céu desejou que fosse assim.
 
É hora de voltarmos e pedirmos que a Mãe de Deus cuide de nós, pois Maria não quer outra coisa senão nos proteger. Leve Nossa Senhora para sua casa, e não importa o título que ela traga, o importante é que você leve a Mãe de Deus para sua família.
Usem as medalhas de Nossa Senhora, o escapulário, para lembrar que a Mãe está conosco, pois se o Filho está comigo a Mãe também está comigo! e eu digo para as mães: coloquem em seus filhos uma medalha de Nossa Senhora como um sinal de que seu filho é cuidado pela Virgem Maria. Você quer que seu filho cresça em sabedoria e em graça como Jesus? Então entregue seu filho aos cuidados da Mãe de Deus, pois foi sobre os cuidados de Maria que Jesus cresceu...
Você jovem, que está sendo assolado nas universidades e querem tirar Jesus do seu coração, reze o terço. Reze seu terço, você que é fiel, pelos sacerdotes pois estamos vivendo tempo difíceis, pelo amor de Deus rezem pelos sacerdotes em vez de falar mal, se vocês desejam padres santos, nos recomende a Santa Mãe de Deus. 
Peça para a mãe de Deus que façamos boas homilias e realizemos bem todos os sacramentos, e peçam a Mãe de Deus para que possamos dar verdadeiros testemunhos de fé, e na hora que apertar sejamos sacerdotes com coragem de anunciar a Palavra com discernimento e sem medo.E vocês que são casados, rezem. Maridos recomendem suas esposas a Nossa Senhora, esposas recomendem seus maridos a Nossa Senhora, filhos recomendem seus pais, pais recomendem seus filhos a Nossa Senhora. No início deste ano recomende a sua família a Nossa Senhora. 
Se você quer aprender a ser de Jesus, aprenda a ser de Maria, pois durante trinta anos ela ensinou Jesus a ser Jesus. Deixe-se ser cuidado por Maria, toda criança precisa ser vigiada, ser cuidada por sua mãe, e como nos somos ainda crianças, precisamos ficar nos braços de Nossa Senhora. 

Na verdade, esta é a posição que Maria assume nos dias de hoje: ela nos toma em seus braços, como tomou naquele dia o Corpo de Jesus, descido da cruz.
Ele tomou sobre Si todas as nossas enfermidades. Todos os nossos sofrimentos. As nossas chagas do corpo, da alma e do espírito. Os nossos pecados. As deformações que os vícios fizeram em cada um de nós. Todo estrago que o pecado fez em nós o Senhor carregou sobre o Seu Corpo. 
Foi por isso que o Corpo de Jesus Cristo ficou naquele estado. Maria está nos tomando na mesma situação em que tomou o Corpo de Jesus. Tomou-nos em seus braços para curar nossas chagas, nossas enfermidades e todos os estragos que a vida, o pecado e o mundo fizeram em nós. 
Mesmo que exteriormente não pareça, infelizmente, em nosso interior, em nossa alma, em nosso espírito, ficaram todas essas deformações. Imagine quantas machucaduras a vida vez em você! Coisas das quais você teve ou não teve culpa. Porém, a vida fez em você.
Nossa Senhora quer curar tudo isso! Peça que ela venha curá-lo.
" Mãe, eis-me aqui sou teu filho,
nos teus braços gentis quero estar,
Mãe, eis-me aqui sou teu filho,
minha vida vou te entregar "

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

O PODER DAS 3 AVE MARIAS!
Não foi por vontade e obra humana que esta devoção surgiu, mas por expressa revelação de Maria, com promessas consoladoras.
Quereis salvar-vos? Sede devotos da Virgem Maria, pedi-lhe o seu amparo, rezando todos os dias as TRÊS AVE-MARIAS!
Esta breve e simples devoção revelou a mesma Mãe de Deus a Santa Matilde e deu a conhecer a Santa Gertrudes, mostrando que sempre que os cristãos rezam as TRÊS AVE-MARIAS em honra dos privilégios que recebeu da Santíssima Trindade (O poder que lhe CONCEDEU Deus Pai, a sabedoria que lhe COMUNICOU Deus Filho, e a misericórdia com que a ENRIQUECEU Deus Espírito Santo), outras tantas vezes o poder, a sabedoria e o amor desbordam do seu Imaculado Coração e vão inundar as almas dos que desta maneira a honram e invocam, os quais terão a sua proteção durante a vida e a sua especial assistência na hora da morte.
Por isso, S. Afonso de Ligório recomendou com insistência a devoção das TRÊS AVE-MARIAS, S. Leonardo de Porto Maurício pregou com fervor esta devoção, dizendo: “Oh, que santa prática de piedade” – É este um meio mui eficaz para assegurar a vossa salvação. É, por sua vez, o venerável servo de Deus, Luiz Maria Baudoin escreveu: “Rezai cada dia as TRÊS AVE-MARIAS, se sois fieis em pagar a Maria este tributo, prometo-vos o paraíso”.
Santa Matilde, religiosa beneditina do século XIII, conta que pediu a Nossa Senhora que lhe valesse na hora da morte.A Virgem Santíssima respondeu:
 "Sim, farei seguramente o que me pedes, minha filha; peço-te, porém, que todos os dias rezes três Ave-Marias em minha honra… Na hora da morte, eu te assistirei com o meu conforto e afastarei de ti qualquer força diabólica".
Movido por tantos fatos verdadeiros, Santo Afonso Maria de Ligório escreveu: «Para os pecadores é a devoção clássica, aprovada pela Igreja, especialmente para eles. Se a emenda completa não chega rapidamente, haverá, pelo menos, grande melhoria, e perseverando com fidelidade nesta prática, mais cedo ou mais tarde Nossa Senhora alcançará a cura total».
——————————————————————-
COMO REZAR
Pela manhã, e à noite rezar assim:
1ª Maria, minha Mãe Santíssima, livrai-me de cair em pecado mortal, pelo poder que vos concedeu o Pai Eterno. Ave-Maria…
2ª Pela sabedoria que vos concedeu o Filho. Ave-Maria...
3º Pelo amor que vos enriqueceu o Espírito Santo. 
Ave-Maria...

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

A PROMESSA DA SALVAÇÃO
Em Jesus e Maria, o plano inicial de Deus, perdido por Adão e Eva, é restaurado!
Quando Deus criou o homem, era seu propósito desfrutar com ele uma comunhão íntima e pessoal. Infelizmente, a intervenção do diabo e a entrada do pecado na natureza humana retardaram esse propósito, e sua consecução necessitou ser feita por um novo caminho - Jesus Cristo!
A dívida do homem para com Deus é imensa, impagável. Quem pode restituir plenamente a um Deus que foi ofendido em sua justiça e santidade?
O meio encontrado por Deus foi a encarnação da segunda Pessoa da Trindade - o Filho. Por meio de sua morte na cruz, o Filho de Deus proveu uma solução que satisfizesse tanto a justiça como o amor de Deus.
"Só Ele (Jesus Cristo) pôde representar toda a humanidade em sua própria pessoa, e expiar todo o seu pecado. Assim a maldição do pecado foi anulada, o mundo reconciliado e sua união com Deus restabelecida". 
Tudo isso aconteceu com a cooperação e participação ativa da Santísima Virgem Maria, escolhida e preparada para a missão singular de ser o canal por meio do qual essa salvação chegou ao mundo. Esse canal deveria estar 'livre' de toda mancha do pecado para que assim fosse restaurado o plano inicial de Deus para a humanidade.
A necessidade dos eventos terem ocorrido como de fato ocorreram (criação-queda-encarnação do Filho- salvação) pressupunham, de antemão a vinda do Messias. E esta já estava prevista e planejada desde a eternidade.
Antes da criação do homem já havia um plano eterno para resgatá-lo dos efeitos malignos e tenebrosos de sua decisão rebelde. Em seu amor, Deus já havia suprido um meio de resgatar o homem de sua condição de pecado.
O nascimento de Jesus de Nazaré não foi prematuro, nem tardio. Ele nasceu no tempo exato, de acordo com a agenda profética de Deus. Não se tratou de um acidente, ou de um golpe do destino. Tudo foi planejado, predito e prometido com centenas de anos de antecedência.
Assim também a escolha e preparação de Maria foi algo pensado por Deus que a preparou 'cheia de sua graça' para que esta fosse a "Nova Eva" por meio do qual a humanidade iria recuperar a graça perdida com a desobediência do pecado original. Para isso, era necessário preservá-la de todo pecado.
As circunstâncias miraculosas de seu nascimento dariam indicações de sua natureza divina. Mais uma vez, por meio de Isaías, Deus fez uma promessa.
À casa de Davi não seria dado um sinal de sua própria escolha, mas um sinal determinado por Deus: “eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel [literalmente: Deus conosco]” (Is 7.14).
Embora muitos debates tenham focalizado a questão se o termo hebraico “almah” deveria ser traduzido como “virgem” ou “mulher jovem”, os tradutores judaicos da septuaginta (a tradução grega do Antigo Testamento) escolheram o termo grego “parthenos”, para indicar claramente o que entendiam que a palavra hebraica deveria significar, ou seja, “virgem”. Além disso, “parthenos” foi a palavra empregada por Mateus em seu evangelho, quando citou essa passagem de Isaías (Mt 1.23). Conseqüentemente, o sinal miraculoso que Deus iria conceder seria o fato de uma virgem conceber e dar à luz um filho.
Estreitando ainda mais a árvore genealógica do Messias, Deus planejou que Ele viesse de uma nação específica – Israel (Gn. 22,18; compare Gl. 3,6); de uma tribo específica de Israel – Judá (Gn. 49,10); de uma família específica de Judá – a família do rei Davi (Jr. 23,5)- de uma Mãe específica - Maria (Lc.1,42) - Portanto, esses eram os requisitos genealógicos que iriam identificar o Messias. 
’Deus enviou Seu Filho’ (Gl 4:4), mas, para ‘formar-lhe um corpo’ (Hb 10:5) quis a livre cooperação de uma criatura. Por isso, desde a eternidade, Deus a escolheu e predestinou para ser Mãe de Seu Filho.
Deus sabe tudo de nós, antes mesmo de sermos gerados no ventre de nossas mães ele tem toda a nossa vida em seus planos (Sl 139, 1-18; Jr 1, 4-5). A Bíblia diz que Jesus era judeu segundo a carne, logo, a carne que Ele recebeu veio de sua Mãe terrena, Maria, da qual recebeu carne, ossos e sangue genuinamente israelita para salvar os judeus (Rm 9:5).
Não bastava que o Salvador não tivesse pecados, pois, Adão e Eva também não o tinham, Ele tinha que ser Deus. Pois, sendo Deus e Homem venceria a morte, e reconciliaria a humanidade com Deus Pai!Muitas pessoas, ao longo da História da Salvação, encontraram graça diante do olhar de Deus, e foram usadas por Ele, mas a Maria foi dita que estava cheia da Graça, antes mesmo de conceber Cristo em seu ventre!
Afinal, “quem é esta que surge como a aurora‚ bela como a lua‚ brilhante como o sol‚ temível como um exército em ordem de batalha?” (Cant 6‚ 8-10).
Ao criar Maria, Deus onipotente a isentou da mácula original e fez n’Ela grandes maravilhas. Aquele que fez o Céu e a Terra resgatou da culpa da raça humana aquela que seria a Mãe do Salvador livrando-a da culpa original.
Antes de o sol nascer e deitar seus raios, já ilumina a Terra com um belo colorido.
Antes de ser gerado e nascer, Jesus Cristo irradiou o esplendor da graça redimindo Maria, inocentando-a da culpa original, ostentando sobre Ela os raios da mais perfeita virtude, fazendo-a imaculada. Assim, sem mácula e com virtude perfeita Ele, veio ao mundo para realizar sua missão redentora
 Quando Maria foi visitar sua prima Isabel ela estava grávida de João Batista, que salta de alegria ao ouvir a voz de Maria, ou seja, aquele que Deus declara ser mais importante que todos os patriarcas, profetas e santos do Antigo Testamento, estremece de alegria ao ouvir a mãe de Deus. E nós? Em nossa pequenez, vamos renegar essa mulher especial escolhida entre todas?