.

.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

SANTIFICAR O SÁBADO OU O DOMINGO?
Até a ressurreição, Jesus e seus discípulos observavam o sábado e as festas judaicas. Porém , com sua morte e ressurreição, tudo mudou!
(Colossensses 2: 16-17) - "Ninguém pois vos critique por causa de comida ou bebida, ou espécie de festas ou de lua novas ou de sábados. Tudo isso não é mais que sombra do que devia vir. A realidade é Cristo".
Em outras palavras, por causa da vida, morte e ressurreição de Jesus as festas do Antigo Testamento já estão cumpridas e continuar observando-as significa ainda estar na Antiga Aliança, como se Cristo ainda tivesse vindo.
Portanto, o que vemos no Novo Testamento é que todos os mandamentos são mantidos menos o que diz respeito ao sábado.
O sábado, como dia santificado, foi um sinal entre Deus e Israel. Foi uma obrigação restrita aos judeus.
A Lei não muda ou Deus que nunca muda?
Ora, na antiga lei quando uma mulher ou um homem adulteravam, deveria ser apedrejados até a morte; mas hoje não é mais assim, porque?
Houve ou não houve uma mudança na lei? e quem mudou a lei, fomos nós ou foi o próprio Deus?
Certamente foi Deus, vemos isso no caso da mulher adúltera ( Jo 8.3-11 ), quando os escribas e fariseus levaram ela a presença de Jesus, onde ele mesmo provou que ninguém poderia seguir completamente a lei, é aí onde vemos Deus, que é Jesus, mudar a lei por ser ela inútil e motivo de injustiça dos fariseus e escribas em relação ao povo pecador.
A partir da Ressurreição de Cristo, o Dia do Senhor é o Kyriake isto é, o dia em que os Cristãos se reúnem para o culto. Depois da Ressurreição de Jesus, ficou um dia reservado para o culto, e chamou-se a esse dia o Dia do Senhor, ou Domingo .
Assim como tivemos esta primeira aliança de Deus com seu povo libertando-o da escravidão Jesus no Novo Testamento faz a NOVA E ETERNA ALIANÇA para a libertação definitiva (eterna) da escravidão do nosso pecado original que nos mantinha longe da comunhão com o Reino de Deus, então assim como os Judeus observavam o dia de sábado que foi o dia de sua salvação, nós cristãos comemoramos o dia de domingo que representa o dia de nossa Redenção através da Ressurreição de Jesus no Domingo, entao a mesma obrigaçao que os judeus tem sobre o sabado porque foram salvos nós tambem temos no Domingo o dia santo de nossa libertação.

O domingo pertence ao Senhor e teve um significado muito especial para os Cristãos desde as primeiras gerações.
A Ressurreição de Jesus aconteceu no primeiro dia da semana, quando Ele apareceu glorioso aos seus discípulos e discípulas. Por isso, os apóstolos e as primeiras comunidades cristãs passaram a chamar esse dia de "domingo" - "dies Domini" - dia do Senhor, e os primeiros cristãos passaram a reunir-se sempre no primeiro dia da semana para celebrar a presença do  Ressuscitado em meio à comunidade e para partilhar seus bens entre os necessitados. Os primeiros cristãos mudaram, assim, o sagrado costume judaico de santificar o dia de sábado.
"O sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado! o Filho do homem é senhor também do sábado"
(S. Marcos 2,27)



A SANTA ESCRAVIDÃO DE AMOR
Existe uma liberdade que escraviza e uma escravidão que liberta!
 A NECESSIDADE DE NOS
SANTIFICARMOS POR MARIA!
É da vontade de Deus a nossa santificação, é necessária portanto, a prática da virtude.

Para a prática da virtude necessitamos da graça de Deus, e para achar a graça de Deus é  necessário encontrar Maria.
PORQUE MARIA NOS É NECESSÁRIA ?
Somente Maria achou graça diante de Deus, tanto para si como para cada homem em particular. Os Patriarcas e os Profetas, todos os Santos da antiga lei não puderam encontrar essa graça. Deus quis que por meio dela a graça chegasse até o mundo!
Desde que Maria formou o Chefe dos predestinados, que é Jesus Cristo, a Ela também compete formar os membros desse Chefe, que são os verdadeiros Cristãos; pois uma mãe não forma a cabeça sem os membros, nem os membros sem a cabeça. Quem quiser, pois, ser membro de Jesus Cristo, cheio de graça e de verdade, deve ser formado em Maria por meio da graça de Jesus Cristo, que nela reside em toda a plenitude, para ser plenamente comunicada aos verdadeiros membros de Jesus Cristo e aos seus verdadeiros filhos.

A Total Consagração a Nossa Senhora é a entrega de tudo que somos e possuímos à Santíssima Virgem, para que através d’Ela, possamos mais perfeitamente pertencer a Deus e servi-lo como ela o fez.
A finalidade desta total entrega a Nossa Senhora é nos unir a Jesus Cristo e nos fazer crescer em Sua graça. Nos entregamos totalmente a Ela para que Ela nos ensine a cumprir em nossas vida a Santíssima vontade de Deus.
Através desta total entrega, ou Santa Escravidão de Amor, nós adentramos na “Escola do imaculado Coração de Maria” para aí ela possa nos formar, fazendo-nos conhecer, amar e servir a Deus, Nosso Senhor.
Maria é o grande molde de Deus, feito pelo Espírito Santo, para formar ao natural um Homem-Deus pela união perfeita e indivisível da humanidade com a divindade.
É nesta “Fôrma Sagrada” (o Imaculado Coração de Maria) que nos tornamos verdadeiras imagens de Cristo, aprendendo com Maria Santíssima a fazer e viver tudo que Jesus mandou.
A Santa Escravidão de Amor é o meio que a Providência Divina escolheu para estabelecer no mundo o Triunfo de Maria e em consequência, o Reinado de Jesus. Se, portanto queremos que venha logo o prometido Triunfo do Coração de Maria e o Império Eucarístico de Jesus sobre toda a humanidade, procuremos todos fazer, viver e propagar a Santa Escravidão de Amor.

A Santa Escravidão a Jesus por Maria é uma prática de
devoção antiquíssima, remontando aos primeiros séculos da
Igreja. É uma resposta atual da graça aos conflitos e
angústias do homem moderno!
Foi em São Luís Grignion de Montfort que a doutrina e a prática da Santa Escravidão encontrou sua expressão mais perfeita, sendo também, por meio deste grande apóstolo de Maria, que esta prática devocional tornou-se popular. A doutrina e espiritualidade da Santa Escravidão de Amor foram imortalizadas por São Luís de Montfort, no célebre escrito: "O Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem.

Tal livro demonstra com muita sabedoria, clareza e unção quem é a Santíssima Virgem, qual é o seu papel na vida da Igreja e de cada pessoa em particular, com efeito o livro mostra a missão materna que Deus confiou a Santíssima Virgem, as razões e a maneira como Deus sujeitou a ela todos os corações, bem como, o papel da Santíssima Virgem no estabelecimento do reinado de Cristo e sua união íntima com o segundo advento de seu filho.
Santos como: São João Maria Vianney, São João Bosco, São Domingos Sávio, Santa Terezinha, Santa Gema Galgani, São Pio X, São Pio de Pietrelcina e tantos outros santos e santas do nosso tempo, viram, na total consagração a Santíssima Virgem não uma "devoção qualquer" ou "mais uma devoção," mas uma Devoção Perfeita, aquela devoção querida por Jesus ao fazer de cada um de nós filhos de sua Mãe Santíssima.
Um dos maiores apóstolos desta consagração foi nosso querido Papa João Paulo II, que se fez escravo por amor quando ainda era seminarista. E de tal forma esta total consagração ordenou sua vida e missão que adquiriu como seu lema pessoal o "Totus Tuus Mariae".
O que acontece conosco, quando nos consagramos como Escravos por Amor?
Nós confirmamos a soberania de Deus e da Santíssima Virgem em nossas vidas, entregando TUDO que somos e temos a Jesus pelas mãos de Maria. Aqui, TUDO quer dizer TUDO. Nosso corpo com todos os nossos bens materiais e nossa alma com todas as nossas riquezas espirituais, nossos pensamentos, nossos desejos e quereres. Assim, mesmo os méritos de nossas orações, sacrifícios e boas obras passam a pertencer a Maria Santíssima para que Ela possa usá-los como lhe aprouver.
Pela Santa Escravidão de Amor passamos a não possuir mais nada. Tudo passa ser de Maria, para que deste modo tudo possa ser de Deus.
Quando fazemos esta consagração e a vivemos obtemos um aumento admirável em nosso "Capital de Graças", e por isso nos santificamos mais rapidamente e de maneira mais perfeita e segura. Com efeito, Maria Santíssima é um caminho fácil, curto, seguro e perfeito para nos unirmos a Jesus e crescermos em sua graça.
Quem pode fazer esta total consagração, e como fazê-la?
Todos os que querem viver o seu batismo podem e devem fazer esta consagração, ou seja, todos os que querem ser santos, que acreditam em Jesus Cristo e em toda sua doutrina, tal qual, nos transmite a Santa Igreja.  
Como fazer esta consagração?
Para se fazer esta consagração é necessário primeiro conhecê-la; lendo e estudando o Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem, escrito por São Luís de Montfort, e outros livros que falem sobre a Santa Escravidão, como "O Livro de Ouro ao Alcance de todos" ouvindo palestras e participando de encontros e retiros sobre o tema.
Assim, após se ter consciência do que é esta Consagração e de como deve vivê-la pode se marcar uma data e fazer os exercícios preparatórios que durarão um mês.

 Por fim, é importante lembrar que a Santa Escravidão de Amor, no pensamento e na doutrina de São Luís de Montfort, não é “mais uma devoção”, e muito menos “uma devoção qualquer”, é sim, o meio que a providência divina escolheu para estabelecer no mundo o triunfo de Maria e em conseqüência o reinado de Jesus.
Se, portanto queremos que venha logo o prometido Triunfo do Coração de Maria e o Império de Jesus sobre toda humanidade, procuremos todos fazer, viver e propagar a Santa Escravidão de Amor.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

O  ARCANJO MIGUEL É JESUS ?
Tanto os adventistas como as Testemunhas de Jeová tem eninamentos iguais sobre a pessoa de Jesus - como sendo Ele o próprio arcanjo Miguel. Isso é falso!

O arcanjo Miguel é mencionado cinco vezes na Bíblia (Dn 10.13;12.1; Jd 9 e Ap 12.7). Em nenhuma dessas citações afirma-se que ele seja Jesus!
A Bíblia mostra a diferença entre Jesus e S. Miguel:
 1) Jesus é Criador (Jo 1.3), Miguel é criatura (Cl 1.16).
2) Jesus é adorado pelos anjos, e inclui-se aí Miguel (Hb 1.6); Miguel não pode ser adorado, como nenhum anjo pode (Ap 22.8-9).
3) Jesus é Senhor dos senhores (Ap 17.14); Miguel é príncipe (Dn 10.13);
4) Jesus é o Rei dos reis (1 Tm 6.15); Miguel é o príncipe dos judeus (Dn 12.1) (V. Hb 1.5-6).
“Mas, o arcanjo Miguel, quando lutava com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda” (Judas 9).
Esta passagem é a que mais claramente se contrapõe à tese adventista, porque menciona pessoas distintas.
A primeira, o arcanjo Miguel; a segunda, o Senhor. Se o arcanjo Miguel fosse o próprio Senhor, ele mesmo repreenderia o diabo.
 Basta um sopro do Senhor para colocar o inimigo por terra: “A vinda desse iníquo, a quem o Senhor desfará pelo sopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda”
(2 Ts 2.9).
Em Marcos 16.17 Jesus concede poder aos seus seguidores de usar o seu nome para expulsar demônios: "Em meu nome expulsarão demônios..." e os demônios não suportavam a autoridade desse nome e se retiravam. Como S. Miguel e o Senhor Jesus podiam ser a mesma pessoa, se Miguel não ousou repreender Satanás, o que foi feito por Jesus várias vezes durante o ministério na terra?
Os anjos são mensageiros de Deus para serviços importantes e variados (Hb 1.13-14). São seres gloriosos e poderosos. Deus não criaria um exército fraco. O que os anjos são e fazem, o fazem com base no poder delegado por Deus!
O nome Miguel significa "Quem é Como Deus?". É uma pergunta, não afirma  que Miguel seja Deus. Já o nome Jesus significa "Javé é o Salvador". É uma afirmação que enfatiza a diferença com S. Miguel.
Jesus, diferentemente de Miguel, é o Criador do próprio Miguel. Em Cl 1.16, lemos: "Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele".
Daniel 12.1: "E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro".
No tempo da grande tribulação para o povo judeu (Jr 30.7), depois do arrebatamento da Igreja, Miguel se porá a favor do povo de Deus, que por fim, aguardará o seu Messias, Jesus Cristo (Zc 12.10; 14.4).
"E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos;" Ap 12:7
Jesus, não necessitaria, travestir-se de arcanjo para batalhar contra Satanás.
O próprio Senhor disse algo com esse sentido no Getsemâni.
"Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos? "
 Mt 26:53
Existe um fenômeno chamado Teofania (o aparecimento da divindade em forma humana, anjo, fogo, etc.)
Tomemos como exemplo, Abraão e os três anjos, sendo que um deles o próprio Abraão reconheceu como sendo Deus.
Compreenda que a Teofania é uma aparição de Deus (manifestação), é muito diferente de dizer que Jesus era um anjo, ou que Miguel é um Título de Jesus como afirmam os Adventistas do 7º. Dia.
 Ainda na natureza de ambos, se nota que Miguel é arcanjo enquanto Jesus é Deus, a segunda pessoa da Trindade. O Deus verdadeiro único é o que sendo um na essência, é trino nas Pessoas. É chamado Deus Criador em Jo 1.1-3. "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez" 
No livro de Hebreus, temos uma revelação clara que o próprio Deus, faz diferenciação entre o Filho e os anjos."Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, Hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai e Ele me será por Filho? E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem."
(Hb. 1.5-6)
 

 

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

MONDEX - A MARCA DA BESTA
Obama aprovou a implantação de microchip nos EUA para abril de 2013, FUJA DISSO!!!
VEJA POR QUE
A MOTOROLA é que está produzindo o microchips para o MONDEX SMARTCARD
que desenvolveu vários implantes em humanos usando o bio-chips.
TRANSPONDER É UM SISTEMA DE ARMAZENAMENTO E LEITURA DE INFORMAÇÃO
EM UM MICROCHIP, CUJA LEITURA SE DÁ EM ONDAS COMO DE CONTROLE REMOTO
 O bio-chip mede 7mm de comprimento e 0.75mm em largura, mais ou menos o tamanho de um grão de arroz. Contém um transponder e uma bateria de Lítio recarregável. A bateria é recarregada por um circuito de termopar que produz uma corrente elétrica com flutuações da temperatura do corpo.
 
Ele vem como uma novidade “vantajosa”, que eliminará qualquer necessidade de se usar documento ou dinheiro!
 E você será induzido a usar, pelas vantagens e por imposição…Já é usado como inibidor de sequestros por empresários no mundo inteiro.
Mais de 250 corporações em 20 países estão envolvidos trazendo MONDEX para o mundo e muitas nações já foram “privilegiadas” para usar o sistema; entre elas:
REINO UNIDO, Canadá, E.U.A., Austrália, Nova Zelândia, Israel, Hong Kong, China, Indonésia, Macau, Malásia,
Filipinas, Cingapura, Tailândia, Índia, Taiwan, Sri Lanka, Costa Rica, Guatemala, Nicarágua, Panamá, Honduras, El Salvador e agora Brasil
A implementação que se faz primeiro nos centros de saúde é uma desculpa para muitas outras coisas como, por exemplo, controlar o ser humano. Sem ele não se poderá fazer nada, não se poderá comprar nem vender e até realocar o documento de identidade. Todos nossos dados pessoais e movimentos que ficaram guardados no sistema. O implante será na mão ou na testa como à Bíblia profetiza no Apocalipse 13, 16 e 14, 9 (A marca da besta 666). Este fato já é uma lei!, não só um mero rumor… do que começa a gerar a NOM “Nova Ordem Mundial”
Na realidade, o desejo maior da besta é exatamente o monitoramento das pessoas, é a servidão e a obediência cega dos cidadãos, e por isso que se fala num cadastramento mundial das pessoas – o que já está sendo feito na medida em que você tem CPF, Passaporte ou Identidade, ou faz cadastro em lojas e responde ao IBGE – para saber quem é religioso e quem não é.
Ou seja: eles partem para cumprir a ordem dada pelo comando da Nova Ordem Mundial, que é a destruição da Igreja Católica e o extermínio dos cristãos.
Qualquer pessoa que esteja marcada com este selo do inimigo poderá ser rastreada 24 horas por dia, onde ela estiver.
Eles estão produzindo atualmente um bilhão de biochips MONDEX por ano e eles já estiveram em produção durante pelo menos um ano. Eles descobriram que se o chip estivesse no cartão, haveria alguns problemas sérios. O chip podia ser cortado e informações seriam mudadas ou falsificadas. Os valores podem ser alterados, pode ser quebrado, roubado ou perdido. Após a implantação do cartão, este mesmo deverá sair fora de uso dentro de alguns anos (1 a 2 anos ou mais um pouco) . Enfim o dinheiro vivo não será mais seguro para o comércio em geral. Há uma só solução para este problema que é seguido pela Motorola, é o implante do biochip na mão direita ou na testa, onde não poderá ser tirado depois de feito o implante, visto que se for tirado cirurgicamente, o invólucro se quebrará e o indivíduo será contaminado pelo Lítio, contido dentro da micro bateria, e logo o sistema de posicionamento global detectará esta retirada e colocará a polícia em alerta.
Ainda, o MONDEX quer dizer… " dinheiro na mão direita. "
MONDEX MON = monetário – pertencendo a dinheiro.
DEX = DEXTER – pertencendo ou localizado à mão direita.
Eis por que Deus vem em auxílio dos seus filhos. Primeiro alertando para a vinda desta marca como está no Apocalipse. Segundo, instruindo com segurança de que este microchip que está sendo posto já nas pessoas, em diferentes países é efetivamente aquele mencionado no livro e que não deve ser aceito, de forma alguma. Terceiro anuncia o castigo eterno para todos os que livremente aceitarem a marca – na testa, ou na cabeça sede da inteligência – e também nas costas da mão direita, força do trabalho. Ou seja, a pessoa deve desejar livremente a marca por conhecer plenamente do que se trata, e trabalhar efetivamente em favor da besta, para que o efeito da perda eterna aconteça.
 

"Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis, vencerão os que estão com ele, Chamados, e Eleitos e Fiéis.” Apo. 17:14



quinta-feira, 20 de setembro de 2012

AS MÃOS DA VIRGEM MARIA
A teu nome se abrem as portas do céu, em tuas mãos estão todos os tesouros da divina misericórdia!

As mãos de Maria Santíssima acariciaram Jesus, prepararam sua cômoda e lavaram suas roupas.
Como um trono, foram elas que apoiaram o Filho de Deus para que Ele aprendesse a andar, comer e escrever.
 As mãos de Maria estiveram sempre em função de Jesus.

Bem mereceram, pois- supremo gesto de dor e de amor!- receber seu corpo quando foi tirado da cruz.
Por tudo isso, as mãos de Maria poderiam dar origem a um belo poema.
Mãos abertas, estendidas,
sobre a ovelha que tombou!
Mãos, conforto nas subidas
daquele que derrapou...!!!
As mãos de Maria, hoje, são as mãos das jovens que, no dia do casamento, esperam que seus esposos nelas coloquem a aliança.
São as mãos das religiosas, que se cruzam num gesto de consagração ao Senhor.
São as mãos das enfermeiras que, num hospital, apertam o braço de um doente terminal, procurando transmitir-lhe conforto.
São as mãos das mães que cuidam dos filhos pequenos...
Por meio delas, Maria continua abençoando, amparando e confortando.
Conduze-me qual Pastora,
com mãos cheias de carinho;
Tu és a Corredentora
e sabes qual o Caminho!!!...
Aos povos envolvidos em guerra (1ª guerra mundial 1914-1918) quando se espalhava a morte, medo e a dor. Almas desorientadas envolviam-se na descrença, corações com fé suplicavam paz e a salvação para o mundo. Foi nesta atmosfera humana que brilhou o belo e risonho dia 13 de Maio de 1917.
Neste dia, três crianças apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, freguesia de Fátima - Portugal, por volta do meio dia, depois de rezarem o terço, como habitualmente faziam, De repente, viram uma luz brilhante, julgando ser um relâmpago, decidiram ir-se embora, mas, logo abaixo, outro clarão iluminou o espaço, e viram em cima de uma pequena azinheira uma "Senhora mais brilhante que o sol", de cujas mãos pendia um terço branco.
A Senhora disse aos três pastorinhos que era necessário rezar muito e convidou-os a voltarem à Cova da Iria durante mais cinco meses consecutivos no dia 13 e àquela mesma hora.
Na última aparição, a 13 de Outubro, estando presentes cerca de 70.000 pessoas, a Senhora disse-lhes que era a "Senhora do Rosário" e que fizessem ali uma capela em Sua honra.
Depois da aparição, todos os presentes observaram o milagre prometido às três crianças em Julho e Setembro: o sol, assemelhando-se a um disco de prata, podia fitar-se sem dificuldade e girava sobre si mesmo como uma roda de fogo, parecendo precipitar-se na terra.
Muitos julgavam ser o fim do mundo, e as pessoas se ajoelhavam na lama pedindo perdão de seus pecados.
Só um milagre – obra divina – põe nos acontecimentos o sinete de Deus. Assim aconteceu com o próprio Salvador.
As aparições de  Fátima são um sinal de Deus para a nossa geração.
Fátima apresenta-se como um sinal de Deus para a nossa geração, uma palavra profética para o nosso tempo, uma intervenção divina na história humana mediante o rosto materno de Maria. Quando Maria se move para uma missão recebida de Deus, nunca é por algo de pouca importância ou por questões marginais, já que se trata sempre do grave problema do destino do mundo e da salvação dos homens.


terça-feira, 18 de setembro de 2012

 O MILAGRE DA ESCADA DE SÃO JOSÉ
Na cidade de Santa Fé (EUA), encontramos na Capela Loretto uma prova da existência de São José e de seus milagres na vida cotidiana...
Trata-se da Escada Milagrosa, atribuída a São José Carpinteiro.
Na segunda metade do século XIX, foi construída uma capela em estilo gótico para servir às irmãs de Loretto, na cidade de Santa Fé. Em 1878, ano de sua conclusão, constatou-se que não havia nenhum acesso ao piso superior, onde deveria ficar localizado o coro da Igreja. Vários engenheiros, arquitetos e carpinteiros foram chamados para dar uma solução ao problema. Todos eram unânimes em afirmar que a única solução implicaria na mudança da estrutura interna da Capela, que seria difícil construir uma escada sem afetar o seu espaço que já era pequeno.
No entanto as irmãs não desistiram e resolveram fazer uma novena para São José – o santo padroeiro dos carpinteiros. No último dia da novena, apareceu um homem procurando por emprego com um burro e uma caixa de ferramentas. Ele aceitou a tarefa de fazer a escada, porém deveria ser as portas fechadas. Meses depois, a escada estava construída conforme desejo das Irmãs da Capela Loretto e o carpinteiro havia desaparecido sem receber seu pagamento, nem tampouco agradecimentos pela bela obra deixada, o homem desapareceu sem deixar vestígios.

Após procurarem o carpinteiro por toda a região até mesmo com anúncios no jornal local, não se encontrou quaisquer notícias ou informação sobre ele, muitos concluíram que se tratava de um milagre e as Irmãs então perceberam que o homem poderia ser São José, ou seja, a escada havia sido construída pelo próprio São José.
Ainda hoje, quem visita esta bela cidade histórica de Santa Fé, colonizada inicialmente pelos espanhóis, fica encantado com a Escada Milagrosa. Milhares de turistas e peregrinos acorrem à Capela Loretto, que hoje funciona como um museu aberto à visitação pública. A Capela também é usada para a realização de casamentos e solenidades especiais.
Este mistério de mais de 100 anos ainda intriga os turistas, a história de fato é incrível...
Outros pontos também reforçam o caráter misterioso da construção:
*A madeira utilizada na escada não é da região,mas vem da Judéia, e ninguém sabe como foram parar lá.
*Não foi utilizado prego na escada, apenas pinos de madeira.
*A escada tipo caracol não tem um apoio central (o que é impossível arquitetonicamente falando), na verdade ela não tem qualquer apoio! O que vem a ser um mistério até hoje como ela se mantém em pé. Engenheiros e arquitetos não conseguiram desvendar a física por trás desta obra. O design da escada é muito avançado e inovador para a época da construção.
*A escada tem 33 degraus(a idade de Cristo), o que reforça ainda mais o mistério da escada de São José.

“Portanto, chamam-se milagres aquelas coisas feitas por Deus fora da ordem de causas conhecidas por nós. (...) O milagre é uma obra difícil porque excede a natureza. Pela mesma razão se diz que é insólito porque acontece fora da ordem costumeira.” (Suma Teológica, I, q. 107, art 7).
 
 
 







 

sábado, 15 de setembro de 2012

HINOS DAS JORNADAS MUNDIAIS DA JUVENTUDE - CLIPES
 
2002 - TORONTO - CANADÁ
 
2008 - SIDNEY - AUSTRÁLIA
 
2011 - MADRI - ESPANHA
 
2013 - RIO DE JANEIRO - BRASIL
 

domingo, 2 de setembro de 2012

A VERDADEIRA DEVOÇÃO A SANTÍSSIMA VIRGEM
Profª Ivone Fedelli  disponibiliza vídeos-aulas em língua portuguesa sobre o tratado da Verdadeira Devoção escrito por São Luiz Maria de Montfort - Doutor mariano da Igreja.
 
 
Informações: www.legadomontfort.com.br.

O CORDÃO DE SÃO JOSÉ
"São José ultrapassou, na pureza, os Anjos da mais alta hierarquia”.
Para avaliarmos a grandeza de São José consideremos que Deus, ao escolher alguém para uma missão, dá-lhe graças proporcionais para realizá-la. Além do quê, quanto mais alguém se aproxima da fonte da graça, tanto mais dela participa. Ora, São José esteve intimamente ligado à própria fonte, Jesus Cristo, e à Medianeira de todas as graças, Maria Santíssima. 
A missão e predestinação de São José e da Virgem Maria, requeriam uma santidade total; logo, por esta missão totalmente divina de S. José, Deus lhe concedeu todas as graças.
 São Paulo diz que: “A cada um de nós foi dada a graça na medida do dom de Cristo” (Ef 4, 7).
São José exerceu o ofício de pai dentro da Sagrada Família. A ele coube a honra de dar o Nome ao seu Filho legal no dia da circuncisão, como lhe foi dito pelo anjo. A ele coube também zelar pela segurança de Jesus-Menino e de sua Mãe. E, em todo momento, Jesus obedeceu a São José como a verdadeiro pai (Lc 2, 51).São José fez na Terra o lugar do Pai do Céu diante do Menino Jesus.
Não pode haver honra maior para um homem na Terra.
 O Cordão de São José teve sua origem na Bélgica, mais precisamente, na cidade de Anvers, onde se localizava o convento das Agostinianas.
Conta-se que Sóror Isabel Sillevorts foi, em determinada ocasião, atacada do “mal de pedra”, sem que todos os recursos da medicina, empregados para curá-la, surtissem qualquer efeito. Devota de São José, Sóror Isabel, animada da mais firme confiança no Patrocínio deste Glorioso Santo, conseguiu que um Sacerdote lhe benzesse um cordão, cingindo-o à cintura, em homenagem ao grande Patriarca, abandonando, dessa forma, os recursos da terapêutica e iniciando, com todo o fervor, uma Novena de Súplica ao Esposo puríssimo da Virgem Maria, Mãe de Deus.
 Alguns dias depois, mais precisamente em 10 de junho de 1649, quando, entre fortes dores, fazia ao Santo as mais ardentes súplicas, Sóror Isabel se vê livre de um cálculo de dimensões muito grandes, ficando, assim, completamente curada. A repercussão do milagre foi muito grande e rápida, fazendo com que aumentasse, nos habitantes de Anvers, a devoção a São José, que já não era pequena.
Em 1842 em Verona, foi esse fato publicado, causando grande repercussão e muitas pessoas enfermas cingiram-se com o cordão bento e experimentaram o valioso auxílio do Glorioso Patriarca, o Santíssimo José.
 Hoje, ele é  procurado para alívio das enfermidades corporais, e com igual sucesso, para os perigos da alma.
Devemos, também, salientar que, o Cordão de São José é utilizado como uma arma poderosa, contra o demônio da impureza. Devido à sua comprovada eficácia contra os males corporais, espirituais e morais, a Santa Sé autorizou a Devoção do Cordão de São José, permitindo até que fosse usado pública e solenemente.
Numa das extremidades, o Cordão tem Sete nós que representam as sete tristezas e as sete alegrias do Glorioso São José. Por fim, deve o Cordão de São José ser bento com bênção própria, por sacerdotes que tenham faculdades para isto.
O Cordão de São José, desde que esteja bento, pode ser usado das seguintes formas: Usá-lo cingido à cintura sob a roupa (o cordão maior), no pulso (o cordão menor) ou tê-lo bem guardado para ser usado por ocasião de dores e sofrimentos físicos, aplicando-o com fé na parte enferma do corpo, pode, também, ser usado no carro, nos livros escolares, na carteira de documentos, na carteira de motorista, no travesseiro etc. Pode, também, ser colocado na cabeceira do doente e no pulso. As pessoas que usarem, habitualmente, o Cordão de São José terão a graça da boa morte.
O Cordão de São José pode e deve ser usado pelas gestantes que o levarão cingido à cintura, protegendo-as do perigo de aborto, nos partos difíceis etc, como comprovam centenas de fatos. Deve-se rezar, diariamente, Sete Glórias ao Pai em honra das sete dores e das sete alegrias de São José, ou qualquer outra oração a São José.

sábado, 1 de setembro de 2012

NEM OS ANIMAIS REJEITAM SUA MÃE!
Como poderia a paz prevalecer no mundo quando tanto ódio está armazenado no coração dos homens?
O mais puro e inquestionável sentimento humano é o amor de uma mãe pelo seu filho e de um filho por sua mãe.
 Na verdade, esse sentimento tem um caráter tão universal que se estende perfeitamente a todo o reino animal. Qualquer um que já tenha assistido a um desses programas de vida selvagem que passam na TV, sabe disso muito bem.
Os animais tem muito pra nos ensinar!
 Para a mãe, os filhotes serão sempre prioridade absoluta, sua razão de viver. Exatamente como acontece (ou deveria acontecer!) com a mãe humana e os seus filhotes.
Infelizmente, algumas mães têm pouca sorte. Elas nada podem fazer quando seus filhos lhes são roubados. E, no fundo de seus corações, talvez até pressintam que nunca mais os verão. Não há dúvida de que isso provoca uma profunda angústia em ambos.
Aqueles que querem dos filhos a Mãe tirar, por intermédio de persuasões e raciocínios errôneos, são tristes almas carentes, ignoram o amor, desconhecem o carinho que vem do ser materno, não honraram talvez os próprios pais!
Desde a criação Maria era já a amada do Todo Poderoso, então vos pergunto: Por acaso conhecemos a Deus mais perfeitamente do que ela que o gerou e alimentou?
O Espírito do Senhor a buscou na Terra, e por várias gerações a aguardou e preparou; o Poderoso e sua corte exultaram ao ver nos céus sua Eleita, e muito mais ao "SIM" que trouxe à humanidade a liberdade plena.
Foi ELA quem, por decreto do Altíssimo, gerou para o mundo a salvação!
O ódio dos protestantes a Nossa Senhora existe porque foi ela que venceu o demônio ao gerar Cristo, o Verbo de Deus encarnado. De certo modo o diabo tem mais ódio de Maria Santíssima do que de Cristo Deus, porque Maria, sendo uma simples criatura, uma simples mulher, derrotanto o demonio, o humilha mais do que ser ele derrotado por Cristo, que é Deus. Por isso, os maus têm tanto ódio a Maria, mãe de Deus.

Não devem os filhos a Mãe ferir, mas amá–la e honrá-la!
Nossa Senhora é a Ponte e a escada de Jacó pela qual anjos sobem e descem levando e trazendo dos céus bênçãos celestes, as Divinas inspirações, o Divino conforto, sem os quais se perderiam os filhos nas trevas!
Portanto converta o teu riso em pranto e muda a tua rota, não tentes ao Poderoso, não te tornes para a Mãe de Deus um tropeço, porque a tua ação é sem conhecimento de causa, porque a Justiça do Todo Poderoso é fogo consumidor, e contra Ele nada subsiste.