.

.

domingo, 29 de julho de 2012

MARIA - PERFUME SUAVE DO ESPÍRITO SANTO
Nossa Senhora é o sacrário vivo do Espírito Santo, porque pelo seu poder se tornou a mãe do Verbo encarnado.
Tudo o que se realizou na Virgem Maria e através dela é obra do Espírito Santo. Ela é a única que pode ser chamada de mãe e esposa de Deus. O Espírito Santo veio sobre ela e a enriqueceu, desde o momento de sua concepção, com a plenitude da sua graça, acima de todas as criaturas. Nela repousou o Espírito Santo em maior intensidade do que o narrado em Êxodo 40,34. fazendo-a sua esposa, rainha do céu e da terra.
Maria é o templo do Senhor, o sacrário do Espírito Santo. O tabernáculo e a arca da aliança são figuras da Virgem Maria. Basta percorrer as páginas do antigo testamento para ver que Deus não habita no meio do pecado. Deus exige perfeição.Deus exigia, como mostra o antigo testamento, coisas perfeitas, puras. Eram as vestes sacerdotais, óleos, etc. tudo que era consagrado a Deus tinha que ser perfeito. Perguntamos, pois, será que Deus viria realizar sua maior obra, sua encarnação, no seio de uma mulher que não fosse pura?
Porque Deus conferiu tantas graças à Virgem Maria?
Por causa da sua predestinação como mãe de Deus encarnado - Jesus Cristo.Santa Brígida recebeu a revelação de Deus que a Virgem Maria excede muitíssimo em beleza aos anjos e santos.
A Virgem Maria é infinitamente inferior a Deus, mas é imensamente superior a todas as demais criaturas. Contemplar nossa mãezinha do céu em beleza afugenta todos os pensamentos impuros.
A graça que recebemos tem como autor Jesus Cristo e a Virgem Maria como medianeira. Cristo é a fonte e Maria o canal.
O demônio, odiando os homens, procura afastá-lo da santíssima Virgem. A perda da fé, da devoção à Maria é obra da sedução do diabo.
O Divino Esposo amou a Virgem das Virgens, Maria, com um amor superior ao dedicado a todas as demais criaturas. Nossa Senhora foi santa desde o começo de sua conceição.
O livro dos provérbios canta louvores à Virgem Maria e o livro de Cânticos a chama de Imaculada.
Essa é a razão pela qual o arcanjo, reconhecendo sua santidade perfeita a proclama:
Ave cheia de graça! Cheia de graça em toda a sua plenitude. Santa de alma e de corpo para poder dar a Deus-Filho carne santa, o seu corpo.
O arcanjo a proclama cheia de graça antes mesmo de conceber o filho.
ASSIM, FOI POR LIVRE DECISÃO DIVINA que Nossa Senhora ocupou um lugar bem preciso na História da Salvação de toda a humanidade. No Seu Amor e Sabedoria, o Pai realmente decidiu colocar Maria dentro do Mistério de nossa Salvação.