.

.

domingo, 17 de junho de 2012

POR QUE A VIRGEM MARIA APARECE NO MUNDO?
A missão de Maria não terminou com sua assunção corporal ao céu. Ela continua a colaborar com Cristo na salvação das almas!
A Virgem Maria, Mãe de Jesus e Mãe da humanidade, nunca abandonou os homens à sua própria sorte. Ela nos recebeu por filhos aos pés da cruz e é fiel a esta missão.
Ao longo da história da cristandade, portanto nesses dois mil anos da passagem de Cristo pela Terra, ela tem marcado sua presença doce, suave, maravilhosamente maternal em centenas de aparições, sinais em imagens, inumeráveis prodígios, especialmente de conversão para Deus, atestados pelos incontáveis testemunhos de pessoas em diversas épocas e de diferentes nacionalidades. Sendo sempre a mesma Nossa Senhora, ela se revela, no entanto, com nomes diferentes, sob os quais passa a ser invocada.
Só para falar das aparições dos últimos séculos: XIX e XX têm entre as mais conhecidas, a aparição à Santa Catarina de Labouré em Paris em 1830 (Nossa Senhora das Graças); às duas crianças em La Salette, em 1846; a Bernardette Soubirous em Lourdes, nos Altos Pirineus (França) em 1858. Já no século XX registra-se a famosa aparição da Virgem em Fátima, Portugal, em 1917, a três pastores, sendo que neste mesmo ano, registram-se os prodigiosos “milagres dos ícones” na Rússia: as reconstituições milagrosas de velhos ícones à medida em as pessoas rezavam, ocorridas em várias localidades do país marxista a partir da Revolução de 1917.
E há as outras APARIÇÕES, menos conhecidas como a da Senhora de Todos os Povos  que apareceu a uma holandesa, Ida Peederman por 56 vezes, entre 25 de março de 1945 e 31 de maio de 1959. 
A aparição de Nossa Senhora do Divino Pranto, à Irmã Elisabeth da Comunidade das Irmãs Marcelinas na Itália, Em 1961, em Garabandal, pequeno vilarejo da Espanha, a quatro meninas; à Elisabeth Kindelmann, em 1962 na Hungria, pedindo para ser invocada a Chama de Amor do Imaculado Coração de Maria, e a muitos outros confidentes espalhados pelo mundo.
Em 1973, em Akita, Japão a uma ex-catequista; em 1976 na Venezuela, à Maria Esperanza, onde se apresenta como Reconciliadora dos Povos; em Ruanda, África de 1981 a 1983 a cinco jovens e uma freira; em Medjugorje, vilarejo da ex-Iugoslávia, a cinco adolescentes, de junho de 1981 até hoje, onde se apresenta como Rainha da Paz.
São Luis Mª de Montfort diz: “Ó meu amável Jesus, aqui me volto um momento para Vós a fim de me queixar amorosamente à vossa divina Majestade, de que a maior parte dos cristãos, mesmo os mais instruídos, não saibam a ligação necessária entre Vós e vossa santa Mãe. Vós estais sempre com Maria, Senhor, e Ela está sempre convosco, nem pode estar sem Vós, pois deixaria de ser o que é. Maria está de tal modo transformada em Vós pela graça, que já não vive, nem existe: só Vós meu Jesus que viveis e reinais nela, mais perfeitamente que em todos os anjos e bem aventurados”.
Continua S. Luiz: "Ah! se os homens conhecessem a glória e o amor que recebeis desta admirável criatura, teriam sobre Vós e sobre Ela sentimentos muito diferentes dos que têm. Ela Vos está tão intimamente unida, que seria mais fácil separar a luz do sol ou o calor do fogo-mais ainda- seria mais fácil separar de Vós todos os anjos e santos, do que de Maria Santíssima. Ela vos ama, pois , mais ardentemente e vos glorifica mais perfeitamente que todas as vossas outras criaturas juntas..."
lamenta-se São Luis: “meu amável Mestre, não é coisa espantosa e lamentável ver a ignorância e as trevas de todos os homens deste mundo a respeito da vossa santa Mãe? Não falo tanto dos idólatras e pagãos que não Vos conhecem e por isso não se preocupam em conhecê-la a Ela. Nem falo sequer dos heréticos e cismáticos, que não cuidam de serem devotos da vossa santa Mãe, visto estarem separados de Vós e da vossa Igreja. Falo dos cristãos católicos e mesmo dos doutores entre os católicos, que não Vos conhecem nem a vossa santa Mãe, senão duma maneira especulativa, seca estéril e indiferente, embora façam profissão de ensinar a verdade aos outros”.
Maria estende a sua mão para todos os que a ela se dirigem. Todos os que trabalham para o bem da Igreja são acompanhados pela Mãe de Deus ainda que de modo invisível.
 Nestas mensagens Nossa Senhora pede oração pela conversão dos pecadores e pela paz do mundo.
O mundo está sobre ameaças, pois logo os homens enfrentarão terríveis crises financeiras que abalarão o mundo. Satanás que já trabalhou para a destruição da Igreja através de falsos profetas afastará uma grande multidão da Eucaristia, afim de as almas não obtenham forças nestes dias de tribulações que vivemos.
Muitos que até aos dias de hoje não praticaram as mensagens deixadas em Fátima clamarão por Maria naqueles dias e Ela fará grandes milagres para mostrar-lhes a importância do amor ao seu Imaculado Coração.

sábado, 16 de junho de 2012

TEM PENA DO CORAÇÃO DE TUA MÃE!
"Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração..."
"São tantas as almas que a Justiça de Deus condena pelos pecados contra mim cometidos, que venho pedir reparação: sacrifica-te por esta intenção e ora..."
Eis o pedido de Nossa Senhora em Fátima e um alerta para aqueles que blasfemam, atacam e desprezam a grande Mãe de Deus feito homem!
Disse ainda Nossa Senhora à irmã Lúcia: "Olha, minha filha, o Meu Coração cercado de espinhos, que os homens ingratos a todos momento Me cravam com blasfêmias e ingratidões. Tu, ao menos, vê de Me consolar, e dize que todos aqueles que durante cinco meses, no primeiro sábado, se confessarem, recebendo a Sagrada Comunhão, rezarem um Terço, e Me fizerem quinze minutos de companhia, meditando nos quinze mistérios do Rosário, com o fim de me desagravar, Eu prometo assistir-lhes na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas.”
 Os Santíssimos corações de Jesus e Maria amam e desejam este culto [para com o Coração de Maria]porque dele se servem para atrair todas as almas a eles e isto é tudo o que desejam: salvar as almas, muitas almas, todas as almas”. Nosso Senhor me dizia, há alguns dias: “Desejo ardentemente a propagação do culto e da devoção ao Coração de Maria porque este Coração é o ímã que atrai as almas para mim, a fornalha que irradia na terra os raios de minha luz e de meu amor, fonte inesgotável de onde brota na terra a água viva de minha misericórdia ”.
 Nossa Senhora, em Fátima, insistiu muito na recitação cotidiana do terço. Foi esse o único pedido que ela repetiu para as crianças em todas as seis aparições, de 13 de maio a 13 de outubro de 1917: nesse dia revelou aos pastorinhos sua identidade: “Sou Nossa Senhora do Rosário”. Não é, pois, de espantar que a recitação do Rosário seja encontrada na devoção reparadora dos primeiros sábados . Além disso, como não existe oração vocal mais mariana do que o Terço, convém que este seja integrado a essa devoção, já que se trata de reparar as ofensas feitas a Nossa Senhora e a seu Coração Imaculado.
 Nossa Senhora é verdadeiramente, em virtude de sua maternidade divina, nossa advogada e nossa medianeira junto ao coração de Deus.
No meio da apostasia geral do mundo que nos cerca, nutrido por utopias falsas, de revoltas e de impiedade.
Tomemos a peito reparar a honra de Nossa Senhora, tão ultrajada pela ingratidão dos homens e para isso utilizemos a devoção que ela mesmo veio nos indicar, pedindo-lhe com insistência e perseverança as boas disposições de alma para bem praticá-la.


terça-feira, 12 de junho de 2012

SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
O 'MARTELO DOS HEREGES'
Seu nome de batismo era Fernando Martins de Bulhões, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem dos séculos XII e XIII. Primeiramente foi frade agostiniano, tendo ingressado como noviço (1210) no Convento de São Vicente, em Lisboa, indo posteriormente para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde fez seus estudos de Direito. Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França.
No ano de 1221 passou a fazer parte do Capítulo Geral da Ordem de Assis, a convite do próprio S. Francisco, o fundador, que o convidou também a pregar contra os albigenses em França. Foi transferido depois para Bolonha e de seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos.
 Sua fama de santidade o levou a ser canonizado pela Igreja Católica pouco depois de falecer, distinguindo-se como teólogo, místico, asceta e sobretudo como notável orador e grande taumaturgo.
Santo António de Lisboa é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, as referências ilustrativas que apresentava em seus sermões indicam que ele estava familiarizado com as obras de Plínio, o Velho, Cícero, Sêneca, Boécio, Galeno e Aristóteles, entre outros autores clássicos, sendo versado em diversos aspectos das ciências profanas. Seu grande saber o tornou uma das mais respeitadas figuras da Igreja Católica de seu tempo.
Foi o primeiro Doutor da Igreja franciscano, e seu conselho era buscado pelo próprio São Francisco. São Boaventura disse que ele possuía a ciência dos anjos.
Em sua curta vida operou muitos milagres, como seguem alguns exemplos. Certa feita, meditando à beira-mar sobre a frequente aparição da imagem do peixe nas Escrituras, os peixes teriam se reunido a seus pés para escutá-lo.
 Quando em disputa com um herege albigense sobre a presença ou não do Deus vivo na hóstia consagrada, o herege, chamado Bonvillo, disse que se uma mula, tendo passado três dias sem comer, honrasse uma hóstia em detrimento de uma ração de aveia, ele acreditaria no santo. Segundo a história, assim que a mula foi liberta de seu cercado, faminta, desviou-se da ração e ajoelhou-se diante da hóstia que Antônio lhe mostrava.
Restaurou o pé amputado de um jovem; soprou na boca de um noviço para expulsar as tentações que sofria, confirmando-o em sua vocação; quando hereges colocaram veneno em sua comida para verificar sua santidade, o santo fez o sinal da cruz sobre o alimento, comeu-o e nada sofreu, para o vexame dos seus tentadores.
 A sua representação iconográfica de longe mais frequente é a de um jovem tonsurado envergando o hábito dos frades franciscanos, segurando o Menino Jesus sobre um livro ou entre os braços, a quem contempla com expressão terna, e tendo uma cruz, ou um ramo de açucenas, na outra mão. Esses atributos podem ser substituídos por um saco de pão, que distribui entre pobres ou idosos.
É considerado padroeiro dos amputados, dos animais, dos estéreis, dos barqueiros, dos velhos, das grávidas, dos pescadores, agricultores, viajantes e marinheiros; dos cavalos e burros; dos pobres e dos oprimidos; é padroeiro de Portugal, e é invocado para achar-se coisas perdidas, para conceber-se filhos, para evitar naufrágios, para conseguir casamentos.
A devoção popular o colocou entre os santos mais amados do Cristianismo e lhe atribui até os dias de hoje inúmeros milagres e graças.
É o santo dos milagres, tal a quantidade de fatos extraordinários e sobrenaturais, obtidos através de sua oração, que acompanhavam a sua pregação. Sua língua está miraculosamente conservada em Pádua, há 775 anos. A sua devoção no Brasil foi uma rica herança dos portugueses.

RESPONSÓRIO
DE SANTO ANTÔNIO
Se milagres desejais
Recorrei a Santo Antônio,
Vereis fugir o demônio
E as tentações infernais.
Recupera-se o perdido
Rompe-se a dura prisão
E no auge do furacão
Cede o mar embravecido.
Pela Sua intercessão
Foge a peste, o erro, a morte
O fraco torna-se forte
E torna-se o enfermo são.
Todos os males humanos
Se moderam e retiram
Digam-no aqueles que o viram
E digam-no os Paduanos.

Oração: Rogai por nós Santo Antônio para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
 Oremos: Oh Deus, nós Vos Suplicamos que alegre a Vossa Igreja a solenidade votiva do Santo Antônio para que fortalecido sempre com os bens espirituais, mereça gozar os prazeres eternos de JESUS CRISTO NOSSO SENHOR . Amém.

sábado, 9 de junho de 2012

IGREJA CATÓLICA- MÃE DA CIVILIZAÇÃO MODERNA!
Confira como a Igreja Católica construiu a Civilização Moderna e a livrou da ignorância e do massacre dos Bárbaros!
A Igreja Católica teve de empreender a árdua tarefa de introduzir a lei do Evangelho e o Sermão da Montanha entre os povos Bárbaros, que tinham o homicídio como a mais honrosa ocupação e a vingança como sinônimo de justiça. (Christopher Dawson)
Toda vez que um protestante, um comunista, ateu ou qualquer outro inimigo da Igreja, que gosta de erroneamente chamar a Idade Média de “trevas”, estão enganados ao dizer que a Igreja é “primitiva”, é “medieval” e que eles mesmos são da Era do celular, televisão, DNA, Genética, Genoma, Física, fibra ótica, viagens espaciais ou energia nuclear... Eles deveriam receber dos católicos a resposta:
“Nós não tivemos essas coisas na Idade Média porque estávamos ocupados em inventá-las e descobri-las para que as tenhas hoje.” - e indagar-lhes -
“os que pensam como ti, o que oferecerão às futuras gerações?”
A Igreja Católica fundou a primeira universidade do mundo, em Bolonha, na Itália. A criação da instituição dá à Europa o impulso intelectual que desembocaria no Renascimento no século XIV, e na Revolução Científica.
- Reginald Grégoire (1985), afirma: “os monges deram a toda a Europa… uma rede de fábricas, centros de criação de gado, centros de educação, fervor espiritual, … uma avançada civilização emergiu da onda caótica dos bárbaros”. Ele afirma que: “Sem dúvida alguma S. Bento (o mais importante arquiteto do monarquismo ocidental) foi o Pai da Europa. Os Beneditinos e seus filhos, foram os Pais da civilização Européia”;
- O nosso padrão de contar o tempo foi criado por um monge católico chamado Dionísio, por volta do início do século 4;
- Foram os católicos escolásticos que criaram a Ciência Econômica Moderna. Foram eles que criaram a economia, e não os secularistas do Iluminismo!
Um dos princípios mais importantes que a Igreja legou ao desenvolvimento das ciências vem de um verso bíblico! Um verso bíblico que foi um dos mais citados durante toda a Idade Média. Esse verso é: Sabedoria 11, 21, esse verso diz: que “ Deus dispôs tudo com medida, quantidade e peso”. Daí a ciência ter conseguido tanto êxito por crer que vivemos num universo ordenado. É tudo matemático e ordenado de acordo com padrões. Por isso Santo Agostinho (354-430), já afirmava: “Deus é um grande Geômetra.”
Detalhe: o protestantismo, fundado em 1517 retirou o Livro da Sabedoria de suas bíblias. O desprezo protestante a Copérnico e à ciência, ficou documentado nas palavras de Lutero, que dizia: “O abade Copérnico surgiu, pretendendo que a terra girasse em torno do Sol ... lê-se na Bíblia que Josué deteve o Sol; não foi a Terra que ele deteve. Copérnico é um tolo.” (Funck-Brentano, Martim Lutero, Casa Editora Vecchi, 1956, 2a. ed. Pág. 145).
Albert Einstein declarou: “Só a Igreja se pronunciou claramente contra a campanha de Hitler que suprimia a liberdade. Até então a Igreja nunca tinha chamado minha atenção; hoje, porém, expresso minha admiração e meu profundo apreço por esta Igreja que, sozinha, teve o valor de lutar pelas liberdades morais e espirituais".
 (Albert Einstein, The Tablet de Londres);
- A invenção dos mais modernos e imprescindíveis meios de comunicação, deve-se a um membro da Igreja, o brasileiro padre Landell, inventor pioneiro do rádio, do telefone sem fio, do telégrafo sem fio, da televisão e do teletipo usado pela imprensa.
- O padre Gregor Mendel (1822-1884), é considerado no meio científico como "o pai da genética". Graças a Mendel, o troca-troca genético de que a gente tanto ouve falar hoje se tornou possível.
- O primeiro relógio de que tivemos notícia foi construído pelo futuro papa Silvestre II em 996;
- Os papas estabeleceram mais universidades do que qualquer outra pessoa na Europa;
 - Até 1440 foram erigidas na Europa 55 Universidades e 12 Institutos de ensino superior, onde se ministravam cursos de Direito, Medicina, Línguas, Artes, Ciências, Filosofia e Teologia. Todos fundados pela Igreja; 
- O monge Luca Bartolomeo Pacioli é considerado o pai da contabilidade moderna. Um dos seus alunos foi Leonardo da Vinci;
Sobre a ciência, chamada de “razão” naquele tempo, dizia Lutero: “A razão é a prostituta, sustentáculo do diabo, uma prostituta perversa, má, roída de sarna e de lepra, feia de rosto, joguemos-lhe imundícies na face para torná-la mais feia ainda.” (Funck-Brentano, Martim Lutero, Casa Editora Vecchi, 1956, 2a. ed. Pág. 217).
Eis o grande legado da Igreja Católica à Civilização Moderna, e em contraste, a verdadeira aversão grotesca à ciência, externada pelo pai do protestantismo.



quinta-feira, 7 de junho de 2012

PORQUÊ ALGUNS PAÍSES RICOS SÃO PROTESTANTES ?
Todos os países ditos “protestantes e ricos”, já eram ricos e católicos antes do protestantismo ser fundado no século 16 e confiscá-los.
Os protestantes surrupiaram sob sangue derramado, vários países ricos que antes eram católicos.
O povo foi obrigado a "engolir" o protestantismo porque os reis e príncipes cobiçavam as terras e bens materiais doados pelos católicos à Igreja. Prova isto o fato de que as primeiras providências deles era recolher ao fisco real, tudo o que da Igreja Católica poderia se converter em dinheiro. Daí veio a “riqueza” protestante.
Visitando-se estes países, vê-se claramente que as antigas igrejas e utensílios religiosos dali, são católicos e adaptados para o culto protestante. São Bonifácio desde muito antes da fundação do protestantismo na Alemanha, continua padroeiro do país e São Jorge o da Inglaterra, que utiliza a “cruz de São Jorge” para a bandeira nacional.
Os reais países colonizados pelos protestantes continuam pobres, miseráveis ou na semi-barbárie, são eles a África do Sul, Índia, Nigéria, Botswana, Jamaica, Bahamas, Guiana e São Vicente e Granadinas. Por que os protestantes não os enriqueceram?
A grande Índia e a populosa Nigéria por exemplo, foi abandonada por eles, e seu pobre povo continua a ser entregue aos diversos deuses pagãos. Isso sempre é omitido pelos protestantes que preferem fazer cultos arruaceiros dentro de ônibus e metrôs dos países católicos.
Eis o que de fato é o protestantismo. Uma farsa!
Aí se vê como o Diabo cria uma religião, do jeito que ele gosta: cheia de mentiras, adultérios, assassinatos e todo tipo de perversidade! Enquanto privavam o povo de ser católico, sopravam-lhes nos ouvidos as mais estapafúrdias calúnias contra a Igreja Católica. Levantamos todos os embustes ao longo dos séculos, confira:

Alemanha - Os protestantes liderados por Lutero começaram se apoderando dos conventos e das Igrejas católicas. Os príncipes não se fizeram rogar. Além da administração mundana, passaram também a formular e inventar doutrinas. Relata o famoso historiador Pfanneri: "uma cidade do Palatinado desde a Reforma, já tinha mudado 10 vezes de religião, conforme seus governantes eram calvinistas ou luteranos".
A opressão sangrenta ao catolicismo pela força armada foi a consequência de semelhante princípio. Cada vez que se trocava um soberano o povo era avisado que também se trocavam as "doutrinas evangélicas".
Holanda - Aqui foram as câmaras dos Estados Gerais a proibir o catolicismo. Com afã miserável tomaram posse dos bens da Igreja. Martirizaram inúmeros sacerdotes, religiosos e leigos. Fecharam igrejas e mosteiros.
Hoje já não tem mais maioria protestante: católicos 33%, Igreja Reformista Holandesa 14%, calvinistas 7%.
Dinamarca - A Dinamarca era católica, com a Reforma luterana, iniciada no séc. 16, os bens da Igreja católica e mosteiros passaram a ser confiscados. O protestantismo foi introduzido por obra e graça de Cristiano II, por suas crueldades apelidado de " o Nero do Norte". Encarcerou bispos, confiscou bens, expulsou religiosos e proclamou-se chefe absoluto da Igreja Evangélica Dinamarquesa. Em 1569 publicou os 25 artigos que todos os cidadãos e estrangeiros eram obrigados a assinar aderindo à doutrina luterana.
Ainda em 1789 se decretava pena de morte ao sacerdote católico que ousasse por os pés em solo dinamarquês.

 
Finlândia - O cristianismo foi introduzido na Finlândia no século 12, com a Primeira Cruzada do rei da Suécia, Erik o Santo, acompanhado do Bispo de Uppsala, Henrik de origem inglesa, que iniciou a introdução da Igreja Católica na Finlândia.
O Bispo Henrik foi martirizado em 1157 e adotado como Santo Padroeiro da Finlândia.
Quando o luteranismo foi adotado pela Suécia, foi introduzido também na Finlândia e declarado religião oficial do país. Já que deram liberdade aos Finlandeses: os luteranos finlandeses querem fazer parte da Igreja Católica, afirmou o bispo luterano de Helsinki, o reverendo Eero Huovinen, no Congresso Eucarístico Nacional italiano realizado em Bari.

Inglaterra - Foi "convertida" na marra, porque o rei Henrique VIII queria se divorciar da esposa para viver em adultério com outra. Como a Igreja não consentiu, ele fundou a "sua" igreja protestante, obrigando o parlamento a aprovar o "ato de supremacia do rei sobre os assuntos religiosos".Padres e bispos foram presos e decapitados, igrejas e mosteiros arrasados, católicos aos milhares foram mortos. Qualquer aproveitador era alçado ao posto de bispo ou pastor. O povo foi obrigado a ser protestante anglicano.
Hoje, passadas as ameaças, o catolicismo se aproxima de ser maioria novamente ali. Num único dia 400 mil anglicanos se converteram ao catolicismo.
Estados Unidos - Os Estados Unidos foram descobertos pelos católicos.
A partir do ano de 1607, começou chegar ali os protestantes ingleses e holandeses para aos poucos ir surrupiando o país.
 Depois que a Inglaterra surrupiou uma parte e a Holanda outra. A Holanda deu sua parte para a Inglaterra que cresceu os olhos.Percentualmente, cerca de 29% dos estadunidenses são católicos, o que torna a Igreja Católica quatro vezes maior do que a segunda denominação protestante do país em número de fiéis, a Southern Baptist Convention (Convenção Batista do Sul).
Há muitos outros países ricos católicos, como o Canadá, Suíça, Austrália, Itália, França, Irlanda, Bélgica, etc., que muito enganador protestante omite porque não os conseguiu surrupiar.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

JESUS, MARIA EU VOS AMO, SALVAI ALMAS!
A importância desta breve mas poderosíssima invocação pode-se compreender pelas palavras que Jesus inspirou à Irmã Consolata Betrone.
São maravilhosas as palavras de Jesus que exprimem a sua alegria por esta invocação e, mais ainda, pelas almas que com ela podem alcançar a salvação eterna… Esta consoladora promessa encontramo-la muitas vezes nos escritos da Irmã M. Consolata, a quem Jesus convida a intensificar e a oferecer o seu amor:
Não percas tempo, porque cada ato de amor representa uma alma.
De todos os dons, o maior que tu Me podes oferecer é um dia cheio de amor. Eu desejo um incessante 'Jesus, Maria, amo-Vos, salvai almas' desde que te levantas até te deitares.
Um “Jesus amo-Vos” repara mil blasfêmias. Lembra-te de que um ato perfeito de amor decide a salvação eterna de uma alma. Portanto, tem remorso de perder um só 'Jesus, Maria, amo-Vos, salvai almas'.
Irmã Maria Consolata Betrone (nascida Pierina Betrone), foi uma religiosa italiana e mística capuchinha (da Ordem Franciscana).
É considerada por muitos como a sucessora de Santa Teresa de Lisieux e a quem Jesus terá ensinado diretamente
a jaculatória perpétua para salvação das almas (fórmula do ato incessante de amor):
"Jesus, Maria, eu vos amo: salvai almas!"
Consolata Betrone foi um dos luminares espirituais do século XX, juntamente com o Padre Pio, As mensagens que a Irmã Consolata Betrone recebeu de Jesus podem ser encontradas nos escritos deixados pelo Padre Lorenzo Sales.
Através de Consolata, Deus parece querer novamente educar o coração do homem para a união com Ele: entre criatura e Criador não mais subordinação servil, mas sim intimidade.
Jesus diz à Consolata: "Como sou a Santidade, é meu desejo comunicá-la às almas... Tu amas somente. És muito pequena para subir o cume: levar-te-ei Eu nos meus braços".
Jesus promete que, a cada vez que se pronunciar este Ato de AMOR: "Jesus e Maria, eu VOS AMO... salvai almas!" uma alma será salva. É isto sinal de caridade perfeita, pela súplica constante em favor das almas, de todas as almas, as da Igreja Militante, que somos nós, e as da Igreja Padecente, que são as almas do Purgatório. 
Repetido em qualquer lugar, atrai uma 'chuva' de Graças particulares e, sobretudo, prepara o TRIUNFO da Misericórdia DIVINA nos corações!
TERÇO DO AMOR
  Pai-Nosso.... Ave-Maria... Glória ao Pai..
Nas contas grandes: Doce Coração de Jesus, sede o meu AMOR! Doce Coração de Maria, sede a minha salvação...
Nas contas pequenas: Jesus e Maria, eu VOS AMO... salvai almas!
Nas 3 últimas contas: Sagrado Coração de Jesus, fazei que eu VOS AME cada vez mais...

Informações:  Mosteiro do Sagrado Coração
            Via Duca d'Aosta, 1
            10024 Moncalieri (TO) - Itália

domingo, 3 de junho de 2012

Junho, mês do Sagrado Coração de Jesus
  Desse Coração nasceu a Igreja e por esse Coração foram abertas as portas do Céu.     
O culto especial para com o Sagrado Coração de Jesus é de todas as devoções a mais antiga.
Antes que houvesse os Santos Sacramentos e outros objetos de devoção, já a bem-aventurada Virgem Maria venerava o dulcíssimo Coração de Jesus, são José o estreitava nos braços; os pastores e os Magos, Simeão e Ana, os apóstolos e discípulos, a ele e por ele atraídos, prestavam-lhe homenagens do amor.
Esta devoção especial, já os apóstolos a espalharam no universo, os Padres da Igreja com ternura a cultivaram e zelosamente lhe teceram encómios. Enfim, os santos de todos os séculos foram discípulos fervorosos do Coração de Jesus.
Santa Margarida Maria teve extraordinárias revelações por parte de Jesus Cristo, que a incumbiu pessoalmente de divulgar e propagar no mundo esta piedosa devoção. Foram três as aparições de Jesus: A primeira, deu-se a 27 de Dezembro de 1673, a segunda em 1674 e, a terceira, em 1675 Mais tarde, outra religiosa, a Beata Maria do Divino Coração, condessa de Droste zu Vischering, a partir de Portugal estendeu a esta devoção a todo o Mundo por meio de um acto de consagração solene pedido ao Papa Leão XIII.
Jesus deixou doze grandes promessas às pessoas que, aproveitando-se da Sua Divina Misericórdia, participassem das comunhões reparadoras das primeiras sextas-feiras. Disse Ele, numa dessas ocasiões a Santa Margarida Maria:
"Prometo-te, pela Minha excessiva misericórdia e pelo amor todo-poderoso do meu Coração, conceder a todos os que comungarem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, a graça da penitência final; não morrerão em minha inimizade, nem sem receberem os sacramentos, e Meu Divino Coração lhes será seguro refúgio nessa última hora".
Santa Margarida Maria de Alacoque foi a primeira pessoa a quem Jesus revelou o Seu Sagrado Coração (por meio de diversas aparições) e foi a primeira responsável pela divulgação do Seu culto e devoção ao Mundo.
Santa Gertrudes, a Grande (1256-1302), compôs esta Oração expressando o seu Amor: "Eu Vos saúdo, ó Sagrado Coração de Jesus, Fonte viva e vivificante de Vida Eterna, Tesouro infinito da Divindade, Fornalha Ardente do Amor de Deus…".
Santa Catarina de Siena elevou até um grau extraordinário o Amor que dedicou a esta Devoção (ao Sagrado Coração de Jesus): ofereceu o coração todo inteiro ao seu Divino Esposo, tendo obtido em troca o próprio Coração de Jesus.
O Papa Leão XIII disse que a Devoção ao Sagrado Coração de Jesus era “uma forma por excelência de religiosidade (…) Esta devoção, que recomendamos a todos, será para todos proveitosa.” – “No Sagrado Coração está o símbolo e a imagem expressa do Amor Infinito de Jesus Cristo, que nos leva a retribuir-Lhe esse Amor.”
Os Santos Padres muitas vezes falaram do Coração de Cristo como símbolo de seu amor, tomando-o da Escritura: "Beberemos da água que brotaria de seu Coração....quando saiu sangue e água" (Jo 7,37; 19,35).
São João Eudes, já em 1670, introduziu a primeira festa pública do Sagrado Coração.
A Europa rejeitou o Coração de Cristo e em seguida foi assolada pelos horrores da Revolução francesa e das guerras napoleônicas. Mas depois da purificação, ressurgiu de novo com mais força que nunca.
Em 1856 Pio IX estendeu sua festa a toda a Igreja.
Principais promessas feitas pelo Sagrado Coração de Jesus a Santa Margarita de Alacoque:
  1. Às almas consagradas a meu Coração, lhes darei as graças necessárias para seu estado.
  2. Darei paz às famílias.
  3. As consolarei em todas suas aflições.
  4. Serei seu amparo e refúgio seguro durante a vida, e principalmente na hora da morte.
  5. Derramarei bênçãos abundantes sobre seus projetos.
  6. Os pecadores encontrarão em meu Coração a fonte e o oceano infinito de misericórdia.
  7. As almas tíbias se tornarão fervorosas.
  8. As almas fervorosas serão rapidamente elevadas a grande perfeição.
  9. Abençoarei as casas em que a imagem de meu Sagrado Coração estiver exposta e for honrada.
  10. Darei aos sacerdotes a graça de mover os corações empedernidos.
  11. As pessoas que propagarem esta devoção, terão escrito seu nome em meu Coração e jamais será apagado dele.
  12. A todos os que comungarem nove primeiras Sextas-feiras do mês contínuos, o amor onipotente de meu Coração lhes concederá a graça da perseverança final.
Consagração ao Sagrado Coração
Me entrego e consagro ao Sagrado Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo, minha pessoa e vida, ações, dores e sofrimentos para que utilize meu corpo somente para honrar, amar e glorificar ao Sagrado Coração.
Este é meu propósito definitivo, único, ser todo d'Ele, e fazer tudo por amor a Ele, e ao mesmo tempo renunciar com todo meu coração qualquer coisa que não lhe compraz, além de tomar-te, Ó Sagrado Coração, para que sejas ele o único objeto de meu amor, o guardião de minha vida, meu seguro de salvação, o remédio para minhas fraquezas e inconstância, a solução aos erros de minha vida e meu refúgio seguro à hora da morte.
Seja, Ó Coração de Bondade, meu intercessor ante Deus Pai, e livra-me de sua sabia ira. Ó Coração de amor, ponho toda minha confiança em ti, temo minhas fraquezas e falhas, mas tenho esperança em tua Divindade e Bondade.
Tira de mim tudo o que está mal e tudo o que provoque que não faça tua santa vontade, permite a teu amor puro a que se imprima no mais profundo de meu coração, para que eu não me esqueça nem me separe de ti.
Que eu obtenha de tua amada bondade a graça de Ter meu nome escrito em Teu coração, para depositar em ti toda minha felicidade e glória, viver e morrer em tua bondade. Amém
 ARCO DO TRIUNFO DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA
UM SINAL PARA AS NAÇÕES  (Isaías 11,10)
 Em janeiro de 2001, o primeiro mês do novo milênio, foi formada em Buffalo, New York- USA , a Associação para o Arco do Triunfo do Imaculado Coração de Maria e Santuário Internacional dos Santos Inocentes, uma organização sem fins lucrativos cuja finalidade é a construção de um Santuário globalmente significativo, a ser localizada na costa do Lago Erie adjacente ao centro de Buffalo.
O santuário terá principalmente um monumental arco dourado triunfal, o Arco do Triunfo do Imaculado Coração de Maria, para ser o monumento mais alto do mundo medindo 700 pés até a ponta da cruz de ouro que irá superar seu pico (sete é o número místico de perfeição, como Maria representa a perfeição da humanidade).
Este grande arco triunfal irá saudar o triunfo do Coração Imaculado de Maria, que predisse em Fátima, Portugal em 13 de julho de 1917, na sequência de propagação mundial da Rússia do comunismo ateu (previsto por Maria antes da Revolução Bolchevique de outubro de 1917) de perseguições à Igreja, e numerosas guerras do século 20.  Naquele tempo, disse Maria à Lúcia, Jacinta e Beato Francisco:
 "Mas no fim, meu Imaculado Coração triunfará... o Santo Padre me consagrará a Rússia, que se converterá, e um certo período de paz será concedido ao mundo!"
Este projeto grande e excitante é realizado em espírito de profunda devoção ao Sagrado Coração de Jesus e do Coração Imaculado de Maria, e com um desejo ardente de fazer a reparação, para o grave pecado do aborto em todo o mundo. Servirá como uma chamada de sinal internacional à conversão e um retorno a Deus para um amor cada vez maior à pureza e abominação do aborto e da imoralidade. 
 O Arco do Triunfo, por ser o  monumento mais alto do mundo, vai chamar a atenção mundial, também para o  Santuário dos Santos Inocentes, cujo internacionalismo será intensificada tanto pela sua visibilidade  a partir da costa canadense, e seu foco em Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira do Movimento Pró-vida, reverenciado e amado em toda a América Latina.
 Este grande Projeto é realizado ainda com uma crença implícita na importância pastoral dos santuários sagrados, seu grande valor para a edificação espiritual, e sua capacidade bem documentada para atrair conversões.
Aproximadamente 40% dos visitantes dos santuários católicos são não-católicos, e muitos visitantes têm experiências espirituais profundas.
O Santuário Internacional de Santos Inocentes e do Arco do Triunfo de ouro juntos irão promover a Cultura da Vida é inevitável triunfo sobre as falsas filosofias materialistas desta idade que pensa muito rapidamente para "resolver" os problemas através de guerras de agressão, genocídio, opressão, discriminação e abortos.  Através da nossa fé nós sabemos, e o mundo deve aprender, que as soluções verdadeiramente eficazes para problemas e conflitos, baseadas na fé, amor e profundo respeito pela vida humana e da dignidade do indivíduo.
  Medindo 700 metros até o topo da cruz dourada que vai superá-la (sete é o número místico de perfeição), o Arco do Triunfo será verdadeiramente um santuário de classe mundial, atraindo anualmente milhões de peregrinos cristãos e tanto turistas comuns de todo o mundo. Ele irá substituir o Gateway Arch em St. Louis, Missouri, como monumento mais alto do mundo (Gateway Arch é de 630 metros de altura). 
 Contato:
Arch of Triumph of the Immaculate Heart of Mary
43 Court St. Ste. 600
Buffalo, NY 14202

sábado, 2 de junho de 2012

 ROSÁRIO: UMA ARMA PODEROSA!
O Santo Rosário é arma poderosa. Emprega-a com confiança e te maravilharás do resultado.

Nossa Senhora, em suas aparições pelo mundo, sempre nos pede que rezemos o Santo Rosário todos os dias.
 Quando rezamos o Santo Rosário, o inferno treme, pois, meditamos os Mistérios da nossa Redenção; lembramos o que Nosso Senhor Jesus Cristo viveu e sofreu para nos salvar, e isto é o que o inimigo tem maior pavor.”
Rezando o Santo Rosário, estamos nos unindo em oração, ajudando a Nossa Senhora na luta contra o poder das trevas e colaborando para o Triunfo do seu Imaculado Coração e salvação da humanidade.
O Santo Rosário, depois da Santa Missa, é a oração mais poderosa na face da Terra! 
A Batalha de Lepanto é lembrada como uma vitória da Igreja sobre o avanço do Império Otomano (os islâmicos) que pretendiam estender seus domínios e assim acabar com o cristianismo na Europa. É uma vitória, que dependeu da aliança de reis católicos, muitos deles em conflito uns com os outros. Mas também é atribuída à intervenção da Virgem Maria do Rosário.
O Papa São Pio V havia confiado na oração especialmente do rosário, jejum e penitência para alcançar essa vitória.
O combate durou somente três horas. Foram destruídas ou capturadas cento e noventa galés turcas, enquanto os cristãos perderam apenas doze navios. Lepanto foi o fim da ameaça marítima turca para a Europa.


O Senado veneziano pôs debaixo do quadro que representava a batalha a seguinte frase: ”Non virtus, non arma, non duces, sed Maria Rosarii Victores nos fecit”. – “Nem as tropas, nem as armas, nem os comandantes, mas a Virgem Maria do Rosário é que nos deu a vitória“.

Antes da batalha, todos os soldados e marinheiros cristãos REZARAM O ROSÁRIO COM GRANDE DEVOÇÃO.
Soube-se depois que, no maior fragor da batalha, os soldados de Mafona tinham avistado acima dos mais altos mastros da esquadra católica, uma Senhora que os aterrava com seu aspecto majestoso e ameaçador.
O dia 7 de outubro ficava consagrado a Nossa Senhora da Vitória, e mais tarde ao Santo Rosário. Na Ladainha Lauretana era acrescentada a invocação que nascera pela “vox populi” no momento da grande proeza: “Auxilium Christianorum”.  
  O mundo desceu tão baixo porque não deu ouvidos às advertências e pedidos feitos por Nossa Senhora em Fátima no ano de 1917.
O Rosário, É portanto a  arma mais poderosa que existe, para alcançar de Nossa Senhora uma intervenção eficaz que livre o mundo de seus males e apresse o Triunfo do Imaculado Coração de Maria, o Reino de Maria. Por isso, estamos no momento histórico privilegiado para aqueles que têm Fé. No Santo Rosário a oração mental é a meditação sobre os principais mistérios ou episódios da vida, morte e glória de Jesus Cristo e de sua Santíssima Mãe.
A Santa Igreja recebeu o Rosário em sua forma atual em 1214 de uma forma milagrosa: quando a Virgem apareceu a Santo Domingo e o entregou como uma arma poderosa para a conversão dos hereges e outros pecadores daquele tempo. Desde então sua devoção se propagou rapidamente em todo o mundo com incríveis e milagrosos resultados.