.

.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

MARIA É O SOL QUE DESTRÓI A ESCURIDÃO DAS ALMAS!
Se você quer entrar no céu, lembre-se: Maria é a Porta!
Deus corrige, o Espírito Santo convence e Maria te ajuda a andar na santidade!
 Nosso Senhor Jesus Cristo vei por meio DELA para salvar o que estava perdido (Lucas 19,10) de tal maneira que ELA se tornou o instrumento de salvação e graça para todos os povos que estavam mergulhados na sombra do pecado.
E Deus assim, manifestou a glória do Filho através de sua Mãe, o seu sacrário vivo nesta terra!
 Ai daquele que se levanta contra a Virgem Maria! terá de pagar o preço e experimentar a justiça Divina, pois fomos comprados por um alto preço. E este preço foi o sangue do cordeiro derramado na cruz e as dores de sua Mãe santíssima Co-Redentora.
Maria hoje tem um papel fundamental na Igreja e na vida de cada cristão, como mestra de santidade, pois foi dela que os evangelistas ouviram e puderam contemplar a narrativa dos fatos do nascimento e da infância do Verbo encarnado (Jesus) pois só ela e o Espírito Santo, seu divino esposo, podiam conhecer a profundidade do mistério da encarnação e de tudo que envolveu esse mistério!
Foi nos braços de Maria que Jesus foi adorado pelos anjos na gruta de Belém, foi nos braços de Maria que, na Epifania, os pastores e reis Magos puderam ver a glória de Deus manifestada naquela humilde e indefesa criança nos braços de sua Mãe. (Mateus 2,11).
ELA é a Mãe de Deus feito homem, quer você queira ou não, quer você aceite isso ou não!
O SIM de Maria mudou os rumos da história, se Jesus é o caminho que veio a nós é ELA quem nos abre as portas para esse caminho, ELA é a portadora dessa verdade revelada, ELA gerou para a humanidade a vida da graça perdida por EVA e restaurada em Cristo, Novo Adão. (I Coríntios 15,22)
E quando se fala de Maria, se fala em guerra espiritual!
Sim, ela é o grande general estabelecido por Deus para nos conduzir a vitória final e decisiva que já está se travando no mundo e na Igreja, como nos diz a Senhora de Todos os Povos em suas mensagens:
"O mundo entrou em corrupção...trata-se da corrupção do espírito e como Co-Redentora e Medianeira venho nestes dias que correm, pois com meu pé eu subjuguei a serpente! Reconduz os homens à cruz!"
E nós podemos hoje experimentar no mundo um NOVO avivamento através do Rosário e da Oração ensinada pela Virgem Maria em Amsterdam-Holanda para suplicar um novo Pentecostes em escala mundial!
O Rosário foi entregue a São Domingos pela Mãe de Deus para combater a heresia, ele é a arma que converte os pecadores. Pio XII dizia: "Se eu tivesse um exército que rezasse o rosário, eu salvaria o mundo!" e uma pessoa que reza, que se oferece em sacrifício, pode mudar o rumo de muitas vidas e mesmo de nações inteiras!
Quando se começa a rezar o Terço e a oração de Amsterdam veremos o demônio se levantar com fúria contra nós! é o preço que pagamos pela redenção das almas.Aceita tudo que te acontecer com amor e oferece a Jesus pelas mãos de Maria!
 Vejamos os exemplos dos pastorinhos de Fátima que, apesar de tão pequenos ouviram de Nossa Senhora a pergunta: "Quereis oferecer-vos a Deus suportando os sacrificios que ele vos enviar em ato de reparação pelos pecados com que ele é ofendido e súplica pela conversão dos pecadores?"
-Sim, queremos responderam. E foram fiéis até o fim em sua missão. Esse é o caminho, e não há outro!
«Não conheceis o poder e a importância desta oração junto de Deus. Ele atenderá a Sua Mãe, porque Ela quer ser a vossa Advogada». (31.05.1955)
+
"Senhor Jesus Cristo, filho do Pai,
enviai agora a terra o vosso Espírito,
fazei que o Espírito Santo habite nos corações
de todos os povos, para que sejam preservados
da decadência, das calamidades e da guerra,
que a Senhora de Todos os Povos, a Santíssima
Virgem maria, seja nossa advogada. Amém"

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011



DEUS MOSTRA ATRAVÉS DA SENHORA DE TODOS OS POVOS O CAMINHO DA VERDADEIRA PAZ!
Conferência do Padre Paul Maria Sigl
«Leva esta imagem pelo mundo! Não estou a falar apenas para teu país, mas para o mundo inteiro.
O mundo está corrupto!  O mundo sofre catástrofe sobre catástrofe.
O mundo caminha para a ruína econômica e material.
Haverá guerras até que o verdadeiro Espírito venha em nosso auxílio!
RECONDUZ OS HOMENS À CRUZ!»
(Mensagem de Amsterdam de 15 de novembro de 1951)
Em 1830, com a aparição da Imaculada na Rua du Bac em Paris, durante a qual Nossa Senhora nos revelou a importância da Medalha Milagrosa, começou a “Época Mariana”. Este período histórico foi assim nomeado, pois em nenhuma outra época anterior Nossa Senhora tinha expressado este amor materno e aparecido em tantos lugares diferentes– e isso sobretudo  na Europa. Vamos pensar, por exemplo, nas aparições reconhecidas pela Igreja : La Salette, Lourdes, Knock na Irlanda, Fátima,
Beauraing e Banneux na Bélgica.
Tínhamos uma necessidade absoluta de sentir a Sua poderosa proteção, de sentir Sua presença e a Sua proximidade, uma vez que nos últimos cento e oitenta anos, Satanás tentou atacar Deus, destruir os povos, a Igreja e o mundo, como nunca o fizera até então. Com a vinda da Imaculada e com a revelação da Medalha Milagrosa começou a “Época Mariana” que tanta importância tem para todos nós.
  A “Época Mariana” culmina com a vinda da SENHORA, MÃE DE TODOS OS POVOS, a Amsterdam. O ciclo das aparições em Amsterdam aconteceu há mais ou menos cinquenta anos, mas continua atual. E como! A importância das aparições da Senhora de todos os Povos, cuja origem
sobrenatural foi confirmada por decreto de 2002 do Bispo Mons. Jozef M. Punt, mais se acentua face à crise que atinge praticamente todos os domínios da Igreja e do mundo, que parece não ter solução, e ameaça a paz mundial.
É absolutamente necessário, para o nosso futuro próximo, que compreendamos até que ponto a paz que aspiramos para as famílias e para os povos, depende do cumprimento agora e hoje do pedido feito pela Virgem em Amsterdam. Tudo depende de nossa colaboração!
Josef M. Punt bispo de Amsterdam

Em 25 de Março  de 1945, festa da Anunciação, Nossa Senhora aparece, no maior silêncio, a Ida Peerdeman, na época com quarenta anos, no seu apartamento de Amsterdam. No decorrer de cinquenta e seis aparições, a Mãe de todos os Povos fala durante catorze anos às nações e aos povos (principalmente à Alemanha).
Ela dirige-se ao Papa, aos Bispos, aos sacerdotes, aos consagrados, às famílias, aos homens, às mulheres, às crianças e a todos os homens de boa vontade. Como mãe, alerta-nos contra a perda da fé, a corrupção moral, as calamidades e a guerra.
Ela quer, segundo as Suas próprias palavras, salvarnos de uma grande catástrofe mundial que nos ameaça, para nos conduzir a uma nova época de renovação espiritual, um tempo de paz. A Senhora de todos os Povos vem sensibilizar-nos sobre o grande valor e o poder divino dos sacramentos, especialmente da sagrada Eucaristia.

Na Sua mensagem de 3 de Dezembro de 1953 em Amsterdam, Maria diz à vidente: «As forças do inferno vão-se desencadear, mas não vencerão a Senhora de todos os Povos». Maria é sempre designada como “MULHER” quando é referida a Sua vocação universal de Mãe de todos os homens de todos os tempos. E lembra-nos: «A humanidade está confiada à Mãe». (15.08.1951)
A Mãe de todos os Povos relaciona a este título muitas e consoladoras promessas: «Sob este título
Ela salvará o mundo». (20.03.1953) «Foi dado à Senhora de todos os Povos o poder de levar a paz ao mundo. Mas, para isso, é necessário que lho peçam, devendo ser invocada sob este título». (11.10.1953) Ela é verdadeiramente Mãe de todos os povos, tribos, raças, e de todo e qualquer credo religioso. Ela ama todos os seus filhos, mesmo aqueles que ainda não conhecem o seu amor maternal, especialmente aqueles que não querem saber dela.
A MÃE DE TODOS OS POVOS poderá obter e dar à humanidade a paz universal e duradoura, tal
como um verdadeiro ecumenismo e a união no Espírito Santo.
Foi para obter esta paz duradoura, esta união no Espírito Santo, que Nossa Senhora nos revelou a
Sua oração, desde a primeira mensagem. A oração é, portanto, uma magnífica súplica para implorar a vinda do Espírito Santo. Que ele venha AGORA e ao coração de TODOS os povos! A Senhora fala-nos agora de algo muito importante relativo a esta oração. Vamos ouvir as Suas palavras: «Invoquem (à Senhora de todos os Povos) para que acabe com a decadência deste mundo. Da decadência provêm as calamidades; da decadência provêm as guerras. Através da minha oração podereis pedir para que o mundo seja poupado. Vós não conheceis o poder e a importância que esta oração tem junto de Deus». (31.05.1955)
As desgraças e as guerras derivam, portanto, da decadência moral! Já tinham ouvido uma afirmação tão precisa e clara? É extremamente explícita e de fácil compreensão. Se não entregarmos os nossos pecados a Deus e não nos arrependermos, não só fazemos mal a nós mesmos como também Satanás adquire mais poder, servindo-se dele para nos prejudicar sem piedade com o ódio que nutre por nós.
 «Não conheceis o poder e a importância desta oração junto de Deus. Ele atenderá a Sua Mãe, porque Ela quer ser a vossa Advogada». (31.05.1955)
+
"Senhor Jesus Cristo, filho do Pai,
enviai agora a terra o vosso Espírito,
fazei que o Espírito Santo habite nos corações
de todos os povos, para que sejam preservados
da decadência, das calamidades e da guerra,
que a Senhora de Todos os Povos, a Santíssima
Virgem maria, seja nossa advogada. Amém"




quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

LEVAR MARIA AO MUNDO!
Se Maria fosse conhecida, Jesus seria mais amado!
Jesus é pouco conhecido, porque Maria é posta em segundo plano. Milhares de almas se perdem porque Maria é recusada à elas.
São Luís de Montfort profetiza que o exército de almas consagradas a Virgem Maria será o instrumento Dela para derrotar o Demônio e o seu Anticristo. Como satanás ganha poder no mundo, muito deve ser feito pelo triunfo da nova Eva, o triunfo de esmagar a sua cabeça.
"É pela Santíssima Virgem MARIA que Jesus Cristo veio ao mundo, é pela Santíssima Virgem MARIA que Jesus deve reinar o mundo."
Nossa Senhora é a obra-prima de Deus. Maria foi cumulada com uma plenitude de natureza e de graças, naprevisão de sua maternidade divina. Por isso Ela esteve mais unida e mais próxima de seu Filho e de sua obra redentora do que todos os outros seres criados.
Maria Santíssima foi prometida aos Patriarcas, predita pelos Profetas, figurada pelos mais belos símbolos e mais ilustres pessoas da Antiga Lei. Já no Gênesis (cap. 3, 15) Ela é predita quando Deus amaldiçoa a serpente:
Porei inimizades entre ti e a mulher, e entre a tua posteridade e a posteridade dela. Ela te pisará a cabeça e tu armarás insídias ao seu calcanhar”.
Foi Ela que Deus prometeu a Abraão, a Isaac, a Jacó e a Davi quando lhes assegurou que viria um Salvador “que seria de sua própria semente”, isto é, que nasceria de uma de suas filhas. Ou seja, de Nossa Senhora.
Foi Ela também que Isaías predisse quando afirmou que sairá uma vara do tronco de Jessé, e uma flor brotará da sua raiz” (11, 1). E que “uma virgem conceberá e dará à luz um filho e o seu nome será Emanuel” (7, 14).
Segundo a revelação dos santos, DEUS quer expressamente uma devoção mais vasta, mais extensa, mais sólida, uma devoção muito diferente da atual para com sua MÃE SANTÍSSIMA.
Basta apenas que uma pessoa experimente para si esta devoção; em breve, a surpresa que lhe causarão as GRAÇAS que ela traz consigo, assim como as transformações que produzirá em sua alma, convence-la-ão de sua eficácia, quase incrível. Aliás, como meio para conseguir a salvação das almas e a vinda do reino de Jesus Cristo!
 Oh! Se MARIA fosse ao menos conhecida, não haveria frieza para JESUS!
Oh! Se MARIA fosse ao menos conhecida, quão mais adimirável seria a nossa Fé, como seriam diferentes as nossas comunhões!

Oh! Se MARIA fosse ao menos conhecida, quanto mais felizes, mais santos, menos mundanos seríamos, como nos tornaríamos imagens vivas de Nosso Senhor e Salvador, seu Diletíssimo e Diviníssimo Filho!
"Comecem essa obra de Redenção e paz, cheios de zelo e fervor , e verão o milagre!"  Espalhem a oração e a Imagem da Senhora de Todos os Povos pelo mundo, todos tem direito à ela!
Como os flocos de neve caem sobre a terra e vão recobrindo como uma espessa camada, assim se difundirá a imagem com a oração no coração de todos os povos.
'A Senhora de Todos os povos não está destinada a um só país a um só lugar, ela foi concedida ao mundo, aos povos!" (11/10/53)
Inúmeras pessoas de todos os continentes rezam cada dia a Oração de Amsterdam junto com o Rosário e tem podido experimentar seus benefícios.

+
Senhor Jesus Cristo, Filho do Pai
enviai agora a Terra o vosso Espírito,
fazei que o Espírito Santo habite nos corações
de Todos os povos, para que sejam preservados
da decadência, das clamidades e da guerra,
que a Senhora de Todos os Povos, a Santíssima
Virgem maria, seja nossa advogada. Amém!"

sábado, 17 de dezembro de 2011

UM ALERTA PARA A HUMANIDADE
“Para que o mundo possa conhecer Sua cólera, o Pai Celeste está preparando um grande castigo para todos os homens”.
Nossa Senhora em sua mensagem em Akita (Japão), em 1973, à Irmã Agnes Sasagawa, confirma e autentica as aparições da Senhora de Todos os Povos em Amsterdam - Holanda.
Ela disse em Akita:“Se os homens não melhorarem e não se arrependerem, o Pai infligirá uma terrível punição a toda a humanidade. Será um castigo pior do que o dilúvio, como ninguém viu antes. O fogo cairá do céu e destruirá uma grande parte da humanidade… Os que sobreviverem … invejarão os mortos”.
Irmã Agnes de Akita


Akita é uma cidade situada a noroeste do Japão.
Os acontecimentos se deram num pequeno convento de Irmãs chamado de: "Instituto das Servas da Eucaristia". O instrumento que a Virgem Santíssima escolheu para transmitir Sua mensagem ao mundo, foi a Irmã Agnes Sasagawa Katsuko. Ela tinha um problema de ouvidos que por ocasião destes acontecimentos estava completamente surda. Nossa Senhora prometeu sua cura o que realmente aconteceu!
Agnes recebeu a primeira mensagem em 06 de julho. Ela rezava diante de Nossa Senhora, quando viu seu anjo da guarda e ouviu a voz de Maria vindo da imagem. Outras religiosas notaram o sangue caindo de ferida que surgira na mão esquerda da estátua, idêntica a de irmã Agnes. A imagem de um metro de altura foi esculpida de um único bloco de madeira de uma árvore Katsura. Era uma reprodução daquela das aparições da Mãe de Deus à uma mulher em Amsterdã, após a Segunda Guerra Mundial, na Holanda.

Uma das mensagens mais impressionantes de Nossa Senhora de Akita foi feita a 13 de outubro de 1973. Nela, a Santíssima Virgem afirmou:
“As únicas armas que restarão serão o Rosário e o Sinal deixado pelo meu Filho. Todo dia recite as orações do Rosário. Com o Rosário, reze pelo Papa, pelos bispos e padres.
A obra do demônio se infiltrará até mesmo dentro da Igreja de tal modo que veremos Cardeais se opondo a Cardeais, bispos contra bispos.
“Os padres que Me veneram serão escarnecidos, menosprezados e combatidos pelos seus confrades (outros padres). Igrejas e altares serão pilhados.
A Igreja estará cheia daqueles que aceitam compromissos e o demônio afligirá muitos padres e almas consagradas a deixarem o serviço do Senhor " “O demônio será particularmente implacável contra as almas consagradas a Deus. A idéia da perda de tantas almas é a causa de minha tristeza.
“Se os pecados aumentarem em número e gravidade, em breve não haverá perdão para eles.
“Reze muito as orações do Rosário. Só eu poderei salvá-los das calamidades que se aproximam.

Aqueles que colocam sua confiança em Mim serão salvos”.
 
O fenômeno místico foi analisado pela hierarquia eclesiástica.
Em abril de 1984, Dom John Shojiro Ito, Bispo de Niihata, Japão, após anos de exaustiva investigação, declarou que os acontecimentos de Akita são de origem sobrenatural e autorizou para a diocese inteira a veneração da Santa Mãe de Deus de Akita. Em junho de 1988, o Cardeal Ratzinger, Prefeito da Congregação da Doutrina da Fé, deu julgamento definitivo sobre os acontecimentos e mensagens de Akita e os declarou dignos e merecedores de fé.
A HUMANIDADE TEM QUE REPENSAR URGENTEMENTE SEU ESTILO DE VIDA.
NO ENTANTO, AS NAÇÕES E SEUS LÍDERES VIVEM COMO SE NADA ESTIVESSE ACONTECENDO NO MUNDO.  SÃO TANTOS OS AVISOS DA NATUREZA.
A mensagem de Akita também é considerada uma nova manifestação de Nossa Senhora de Todos os Povos, que previra antes em Amsterdã, a conversão do Japão.
O terremoto e o tsunami que atingiram recentemente o Japão trouxeram de volta à memória as solenes advertências de Nossa Senhora ao clero e ao mundo em 1973.
A imagem de Akita chorou 101 vezes, fenômeno testemunhado por cerca de 2.000 pessoas, cristãos e não-cristãos, incluindo o prefeito da cidade de Akita, budista.
Na imagem, Nossa Senhora aparece de pé em frente à Cruz de seu Filho, ao qual está inseparavelmente unida no Seu sofrimento. Das mãos abertas de Maria partem três raios: "Graça, Redenção e Paz" que iluminam todos os povos. Estes dons emergem da Cruz de Cristo e Ela promete oferecê-los a todos os que rezarem, diariamente, uma oração (reproduzida abaixo), diante de um Crucifixo ou desta imagem.
+
Senhor Jesus Cristo, Filho do Pai, enviai agora à Terra o
Vosso Espírito. Fazei que o Espírito Santo habite nos
corações de todos os povos, para que sejam preservados da decadência, das calamidades e da guerra. Que a Senhora de Todos os Povos, a Santíssima Virgem Maria, seja a nossa Advogada.
Amém.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

MENSAGEM DE MARIA EM AMSTERDAM
Durante os 27 anos que Nossa Senhora manifestou-se a Ida Peerdeman na Holanda, foram ditadas mensagens, das quais publicamos alguns trechos.
Pedidos da Santíssima Virgem Maria em Amsterdam:
__ Para rezar a seguinte oração: Senhor Jesus Cristo, Filho do Pai, enviai agora o teu Espírito sobre a Terra. Fazei habitar o Espírito Santo nos corações de todos os povos, a fim de que sejam preservados da decadência, das calamidades e da guerra. Que a Senhora de todos os Povos, a Santíssima Virgem MARIA, seja a nossa advogada. Amém”;
__ Que seja definido oficialmente pela Igreja o dogma mariano da CO-REDENTORA, MEDIANEIRA e ADVOGADA;
A Cruz deve ser colocada no centro do mundo;
__ Rezar o santo e poderoso Rosário;
__ Fazer penitência;
__ Que os eclesiásticos não andem por caminhos errados na evangelização e na modernização;
__ Todos os homens devem unir-se em torno da única Cruz e da única Mãe para libertação do poder do mal e conseguir a salvação;
Trechos de algumas mensagens:
__ “O tempo chegou. O ESPÍRITO SANTO deve vir sobre a terra, sobre os povos”.
__ “Agora e somente agora que o ESPÍRITO SANTO deve vir”.
__ “Virá um tempo de inquietação e turbulência: Humanismo, paganismo, descrença; serpentes que tentarão dominar o mundo”.
__ “O mundo é corrupto e está em decadência”.
__"Querem expulsar a prática da religião. Isto será feito com tanta sutileza, que quase ninguém notará”.
__ “Em alguns povos, toma conta uma assustadora apostasia”.
__ “O demônio ainda não foi expulso; povos, cuidai-vos dos falsos profetas”.
__”Façam penitência. O mundo não será salvo pela força, mas sim através do Espírito”.
__ “A Doutrina divina e as leis divinas valem em todas as épocas, e são como novas a cada tempo”.
__ “O PAI e o FILHO querem enviar, neste tempo, sobre todo o mundo, a Co-Redentora, Medianeira e Advogada”.
__ “Os povos de todo o mundo não encontrarão o repouso e a paz antes de se humilharem e olharem pacificamente a Cruz, o centro do mundo”.
__ “O Senhor, para realizar seus desígnios, escolhe os mais fracos”.

domingo, 11 de dezembro de 2011

SOBRE A COMUNHÃO DA MÃO!
"Por respeito para com este Sacramento, nada Lhe toca, a não ser o que é Consagrado..."
S. Tomás de Aquino
A Divina Eucaristia é verdadeiramente o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo (Jo. 6,54).  Os Padres do Concílio de Trento definiram o Santíssimo Sacramento com precisão e cuidado. S. Tomás de Aquino ensinou-nos que, por respeito para com este Sacramento, tocar n’Ele e ministrá-Lo compete apenas ao Sacerdote.
Através dos séculos, Papas, bispos e sacerdotes disseram-nos que era um sacrilégio uma pessoa, sem ser o sacerdote, tocar na Sagrada Hóstia — e especialmente através da celebração da Antiga Missa em latim, em que o mais profundo respeito pelo Santíssimo Sacramento, o autêntico Corpo de Cristo, estava em cada gesto do Sacerdote,
 Ensinaram-nos estas coisas através de palavras e exemplos para nos mostrarem a fidelidade à Fé Católica e o respeito pelo Santíssimo Sacramento. Os nossos pais disseram-nos isto porque é a verdade.
 
A entrada em vigor da Comunhão na mão e de leigos como Ministros da Eucaristia mostra um desprezo arrogante por aquilo que os nossos pais nos ensinaram.  A verdade é que a Comunhão na mão não é uma autêntica evolução litúrgica, não foi ordenada pelo Vaticano II e  revela um completo desprezo por séculos de doutrina e prática católicas até hoje.
A Comunhão na mão estabeleceu-se sob um falso ecumenismo; permitiram que se espalhasse por fraqueza da autoridade; foi aprovada como medida de compromisso e por um falso sentido de tolerância – e levou a uma profunda irreverência e indiferença para com o Santíssimo Sacramento. Esse abuso litúrgico – que se tornou o mais comum possível – é a vergonha dos nossos tempos.
Antes do Concílio Vaticano II, não há registos históricos de bispos, padres ou leigos terem pedido a prática da Comunhão na mão. Pelo contrário, qualquer pessoa que viveu a Igreja de antes do Vaticano II se há-de lembrar distintamente de ter aprendido que era sacrílego tocar na Hóstia Consagrada quem não fosse Sacerdote.
Há 400 anos, a Comunhão na mão foi introduzida na Igreja. Os revolucionários protestantes do Século XVI estabeleceram a Comunhão na mão para significar duas coisas:
1) Que acreditavam que não havia "transsubstanciação" nenhuma, e que o pão usado para a Comunhão não passava de pão vulgar.
2) Que era sua crença que o ministro da Comunhão (padre) não era diferente do que qualquer leigo.
O estabelecimento da Comunhão na mão pelos Protestantes foi o modo que eles escolheram para mostrar a sua rejeição da crença na Presença Real de Cristo na Eucaristia e a rejeição do Sacerdócio Sacramental — em resumo, para mostrar a sua rejeição do Catolicismo no seu todo.
Embora a Comunhão na mão não fosse ordenada pelo Concílio Vaticano II, o que foi "canonizado" pelo Vaticano II foi o "Ecumenismo" — um falso espírito de uma falsa unidade, que até então tinha sido condenado pela Igreja, em especial pelo Papa Pio XI na sua encíclica de 1928 Mortalium Animos —, esse movimento de Católicos que se querem mais comprometidos em relação às outras religiões e, em especial, aos Protestantes.
Já não tentamos converter os não-Católicos. Em vez disso, passamos o tempo num "diálogo" inútil e sem fim, em que o Catolicismo acaba sempre por perder: porque um tal diálogo dá a impressão incontornável de que o Catolicismo já não acredita que é o único possuidor da Verdade teológica.
Se é de joelhos que os Anjos acorrem para adorar Nosso Senhor, quanto mais eu que sou pecador.
"Quando os Ministros Ordinários (bispos, padres) estão presentes na Eucaristia, quer celebrando quer não, e são em número suficiente e não estão impedidos de o fazer por outros ministérios, os Ministros Extraordinários da Eucaristia não estão autorizados a distribuir a Comunhão, nem a eles próprios nem aos Fiéis."
Os Sacramentos são o tesouro mais precioso da Igreja, e a Divina Eucaristia é o maior de todos os Sacramentos. Porque em todos os outros Sacramentos recebemos a graça sacramental, mas na Divina Eucaristia recebemos o próprio Cristo. Portanto, como é óbvio que o Santíssimo Sacramento é o maior tesouro que a Igreja possui, deve ser tratado com toda a reverência e homenagem que merece.
Deste modo, todas as barreiras anteriores ao Concílio Vaticano II para evitar profanações são indispensáveis à vida da Igreja e à santidade dos Fiéis.

sábado, 10 de dezembro de 2011

A NOVA EVA
Se por uma mulher (Eva) entrou o pecado no mundo, por outra mulher (Maria) entrou a Salvação!
Através da Virgem Maria foi restaurado o plano inicial de Deus para a humanidade, daí a necessidade de Maria ser livre de todo pecado, ela foi a restauração de Eva em seu modelo original.
Já que uma mulher contribuiu para a queda do gênero humano, outra mulher contribuirá para a salvação do mesmo gênero. Deus usa uma forma de recapitulação, o que houve na queda, haverá também na restauração.
Deus criou adão e Eva, cumulando-os de dons maravilhosos: eram imensamente felizes, inclinados ao bem, isentos de enfermidades e da morte. Deu-lhes ainda o maior de todos os dons: a graça, que os fazia filhos de Deus e herdeiros do paraíso.
Para provar-lhes a fidelidade, proibiu-lhes Deus comerem do fruto da árvore do bem e do mal. Mas o demônio, tomando a forma de serpente, tentou Eva para colhê-lo e come-lo. Eva atendeu ao demônio, comeu daquele fruto e deu-o depois a Adão, que também comeu.
 
Cometeram assim o primeiro pecado e Deus castigou-os imediatamente.
Perderam a graça e todos os outros dons, tanto para si como para seus descendentes; foram expulsos do paráiso terrestre e o Senhor fechou-lhes também as portas do Céu.
Como poderia o homem reconquistar a graça, tornar-se novamente filho de Deus e salvar-se do inferno? 
O Pai Celeste mandou seu Divino Filho para redimi-lo e reabrir-lhe as portas do Céu. Hoje existe um corpo masculino e feminino no céu que é Jesus ressuscitado e Maria Santíssima em corpo glórioso como era Adão e Eva no Paraiso.
Baseando-se no Apostolo Paulo (Rm 5, 18 – 19) que também usou esta comparação para dizer que Jesus Cristo é o novo Adão:   "Por conseguinte, assim como pela falta de um só resultou a condenação de todos os homens, do mesmo modo, da obra de justiça de um só, resultou para todos os homens justificação que traz a vida. De modo que, como pela desobediência de um só homem, todos se tornaram pecadores, assim, pela obediência de um só, todos se tornarão justos!"
Eva desobedece a Deus e entrega o gênero humano ao Demônio, Maria Santíssima pela sua obediência restaura todos os povos na amizade com Deus. Torna-se assim, a Senhora de Todos os Povos!
Maria Santíssima desde o século II foi colocada em paralelo com Eva.
Na queda houve um anjo (Lúcifer), uma virgem (Eva) que acredita no anúncio do anjo e um homem (Adão) que desobedece a Deus. Na restauração houve também um anjo (Arcanjo Gabriel) e uma virgem (Maria) e um homem (Jesus, novo Adão) que é obediente a Deus até a morte e morte de cruz.
O Apostolo São Paulo diz em I Timóteo 2, 14 “Não foi Adão que foi seduzido, mas a mulher que, seduzida, caiu em transgressão”. Assim como pecado começa em Eva e será consumado em Adão, assim quis Deus que a restauração do homem começasse em Maria Santíssima e fosse consumado no novo Adão que é Jesus Cristo.
É desta maneira que Maria Santíssima faz parte da historia da salvação. Já que uma mulher contribui para a queda, agora outra mulher ira contribui para restauração do homem. Realmente Maria Santíssima é a Nova Eva. Quando
Arcanjo Gabriel no momento da Anunciação à Santíssima Virgem diz: “Ave”. Se, se escreve “Ave” de trás para frente, tem-se “Eva”. Deus mudou o nome de Eva para Ave porque Maria Santíssima além de ser a Nova Eva é o oposto daquela que, pela desobediência, entregou o gênero humano ao Demônio, a Santíssima Virgem pela sua obediência o entregou a Deus.
O QUE É A IMACULADA CONCEIÇÃO?
A santidade do Filho se reflete na Mãe que o gerou.
Em 1823, dois sacerdotes dominicanos, Pe. Bassiti e Pignataro, estavam exorcizando um menino possesso, de 12 anos de idade, analfabeto. Para humilhar o demônio, obrigaram-no, em nome de Deus, a demonstrar a veracidade da Imaculada Conceição de Maria. Para surpresa dos sacerdotes, pela boca do menino possesso, o demônio compôs o seguinte soneto:
“Sou verdadeira mãe de um Deus que é filho,
E sou sua filha, ainda ao ser-lhe mãe;
Ele de eterno existe e é meu filho,
E eu nasci no tempo e sou sua mãe.
Ele é meu Criador e é meu filho,
E eu sou sua criatura e sua mãe;
Foi divinal prodígio ser meu filho
Um Deus eterno e ter a mim por mãe.
O ser da mãe é quase o ser do filho,
Visto que o filho deu o ser à mãe
E foi a mãe que deu o ser ao filho;
Se, pois, do filho teve o ser a mãe,
Ou há de se dizer manchado o filho
Ou se dirá Imaculada a mãe.
Conta-se que o Papa Pio IX chorou, ao ler esse soneto que contém um profundíssimo argumento de razão em favor da Imaculada.
A glória do Filho assim exigia - o pecado não tocar Maria!
O QUE SIGNIFICA A IMACULADA CONCEIÇÃO DE MARIA?
Significa que no primeiro instante em que foi concebida, no ventre materno, a Virgem Maria, mãe de Jesus, não herdou o pecado original com o qual nasce todos os seres humanos.
2. O QUE É O PECADO ORIGINAL?
É a separação da graça de Deus, perdida pelos primeiros pais da humanidade, que a perderam para si mesmos e para todos os outros que viessem depois deles. Em outras palavras, o Pecado original indica que por nossa própria obras éramos incapacidades de nos salvar e que estávamos todos condenados à morte eterna. (Gên.3,15) 
A Santíssima Virgem é por sua vez a Mãe da Sabedoria encarnada que é Jesus. Ela é um sopro do poder de Deus, uma irradiação límpida da glória do Todo Poderoso.
Então porque Maria foi preservada do pecado?
Porque sendo verdadeira mãe do próprio Filho de Deus, tem para com ela um vinculo que nenhuma outra criatura no 
mundo tem ou terá.
Dela foi formado o corpo de Jesus, mas ela não é mãe
  apenas do corpo, mas de quem dela nasceu, Isto da pessoa
 que se formou nela.
Se apenas por instante, Maria houvesse estado sob o poder do pecado, ela estaria sob o poder do demônio e seria com todos os outros, a Filha da maldição de Deus, de modo que o próprio Deus não teria relação nenhuma união ela, mesmo que fosse uma relação moral, porque Deus não tem comunhão com quem está em pecado.
 Teria Deus permitido que a mãe de seu unico filho não fosse uma mãe digna dele?
Depois da queda do pecado original, Deus falou ao demônio, oculto sob a forma de serpente: “Ei de por inimizade entre ti e a mulher, entre sua raça (semente) e a tua; ela te esmagará a cabeça” (Gen 3, 15).
Basta um pouco de boa-vontade para compreender de que “mulher” o texto fala. A única mulher “cheia de graça“, “bendita entre todas“, na qual a “semente” ou (raça) foi Nosso Senhor Jesus Cristo (e os cristãos), é a Santíssima Virgem, a nova Eva, mãe do Novo Adão
“Maria será a mãe de Jesus, porque achou graça diante de Deus“.
Mas, que graça Nossa Senhora achou diante de Deus para poder ser escolhida como a Mãe Dele? Ora, a única graça que não existia – ou que estava “perdida” – era a “graça original“. Falar, pois, que: “Maria achou graça” é dizer que achou a “graça original“. Ora, a “graça original” é a “Imaculada Conceição“!
O Dogma da Imaculada Conceição foi proclamado pelo Papa Pio IX, cercado de 53 cardeais, de 43 arcebispos, de 100 bispos e mais de 50.000 romeiros vindos de todas as partes do mundo, no dia 8 de dezembro de 1854.
Passados apenas 3 anos dessa solene proclamação, em 11 de agosto de 1858, Nossa Senhora dignou-se aparecer milagrosamente quinze dias seguidos, perto da pequena cidade de Lourdes, na França, a uma pobre menina, de 13 anos de idade, chamada Bernadete.
No dia 25 de março, Bernadete suplicou que Nossa Senhora lhe revelasse seu nome. Após três pedidos seguidos, Nossa Senhora lhe respondeu: “Eu sou a Imaculada Conceição“.